(Fonte da imagem: Reprodução/ACS Nano)

E mais uma vez temos o grafeno mostrando suas qualidades: de acordo com o ACS Nano, um grupo de cientistas da EPFL conseguiu desenvolver uma poderosa memória Flash, mais rápida e com menor gasto de energia, ao combinar o material com o molibdenita.

O sistema, em resumo, teria praticamente toda a sua estrutura feita em grafeno, mas usaria camadas de molibdenita entre suas peças. Com isso, o material passaria a trocar rapidamente de estados elétricos, permitindo que a memória faça a gravação com uma rapidez muito maior a um custo de energia menor.

Outro ponto interessante é que, por utilizar dois materiais extremamente finos, uma memória como essa é bem maleável, sendo uma boa solução para aparelhos flexíveis. Infelizmente, assim como boa parte das tecnologias revolucionárias, ainda deve demorar um bom tempo para que ela deixe de ser um experimento e fique disponível no mercado.

Cupons de desconto TecMundo: