O ano que está prestes a ter um fim não nos apresentou tantas novidades, mas também pudera, a crise mundial atrapalhou bastante os planos de muitas empresas, levando algumas à falência. Somando tudo temos um cenário pouco propício para o lançamento de novas tecnologias. Algo similar ocorre com o mercado dos games: a maioria dos jogos de grande porte foi adiada para 2010 e muitos desenvolvedores famosos fecharam as portas ou foram comprados por outros maiores.

Apesar disso, gigantes como Microsoft, Apple e Google não deixaram de apresentar novos produtos. Neste ano vimos o lançamento do Windows 7, do iPhone 3GS e do Google Wave, assim como promessas para o ano seguinte, como o Chromium OS e o Windows Live Messenger 2010.

Acontecimentos gerais

Quem ainda se lembra do aterrorizante Conficker? Pois bem, feito muito alarde sobre ele ter infectado milhões de computadores ao redor do mundo, nada aconteceu após a data na qual, supostamente, ele deveria ser ativado. Quem se preocupou, à toa, em proteger seu computador certamente não soube se ficava aliviado ou frustrado após a descoberta. Por outro lado, houve muitos que sequer souberam da existência desse “terrível” vírus.

Para começar o ano bem, o principal evento tecnológico do mundo, a feira CES (ou Consumer Eletronics Show), apresentou várias novidades. Com duração de cinco dias, a feira foi algo de encher os olhos, principalmente do público gamer: jogos com efeitos 3D; teclado, mouse e headset especiais e de altíssima qualidade; controle em formato arcade; óculos capazes de converter jogos para 3D; entre outras novidades, marcaram presença na feira.

Óculos 3D

Contudo, não somente em relação aos jogos a feira exibiu novas tecnologias. Monitores, televisões, tocadores Blu-Ray e celulares também deixaram sua marca no evento. Com o Vu CU920, a LG quis fazer frente ao iPhone, por sua vez a Sony mostrou ao mundo o menor notebook do mercado até então, o Vaio P Series Lifestyle PCs.

Falando em três dimensões, você já assistiu a algum filme num cinema com a tecnologia IMAX? Pois se a resposta for “não” é perfeitamente compreensível, afinal existem somente dois cinemas no Brasil com a tecnologia, ambos inaugurados em 2009. Com uma tela capaz de preencher todo o campo de visão e que, com óculos especiais, possibilita a visualização de cenas em 3D muito mais emocionantes, a experiência de ir ao cinema mudou completamente.

Ainda em cartaz nos cinemas, você pode assistir ao filme Avatar: o detentor de uma novíssima tecnologia de captura de imagens. Para você ter ideia, a maioria dos filmes que possui sessões em 3D apresenta somente algumas cenas nesse formato. Porém em Avatar é diferente: o filme todo é em 3D! Para conferir os detalhes sobre a tecnologia por trás do filme leia o artigo “As novas tecnologias do filme Avatar”.

Avatar

Você já deve ter ouvido falar que filmes em 3D não podem ser gravados a partir da tela do cinema, pois sem óculos especiais não é possível assistir ao filme. Com certeza esta é uma maneira excelente de evitar a pirataria “de rua”, porém se o usuário possuir os óculos 3D e baixar o filme é possível que consiga assisti-lo. Como combater a pirataria então?

Bom, é possível ver em casos como o do The Pirate Bay que o cerco está sendo fechado em relação à distribuição ilegal de arquivos de mídia digital: os quatro responsáveis pelo site foram condenados a um ano de prisão e pagamento de 3,6 milhões de dólares às gravadoras e estúdios de cinema. Poucos meses depois, algo semelhante aconteceu ao site Mininova, o qual foi ordenado pela justiça a distribuir somente conteúdo liberado pelos detentores dos direitos autorais dos arquivos e eliminar aquilo considerado ilegal.

Mudando um pouco de assunto, em 2009 foi possível notar o crescimento dos serviços Twitter e Facebook. Apesar disso, ambos possuem histórias um tanto diferentes.

O microblog ficou famoso pela velocidade com a qual se mostrou capaz de propagar novas informações. O Twitter cresceu de forma inconstante, com picos de acesso conforme era divulgado pela grande mídia, como no caso da morte do famoso cantor Michael Jackson.

Enquanto isso, o Facebook mostra-se mais estável em seu crescimento. Criado há pouco menos de dois anos, nesse meio tempo a rede social já bateu os 350 milhões de usuários registrados pelo mundo todo. Um destaque dele é a possibilidade de o usuário desenvolver aplicativos e compartilhá-lo pelo site, tais como jogos e testes de personalidade.

Porém, o que chama a atenção é a integração do Facebook com outros serviços: em alguns casos, estar logado na rede social já faz desnecessária a criação de uma conta em determinado site, ou mesmo possibilita o compartilhamento de pontuações de um jogo, como é possível notar em alguns jogos no Otzee.

Para finalizar esta primeira parte do artigo, a qual visa citar assuntos mais gerais e sem tanta ligação uns com os outros, não poderíamos deixar de mencionar a mudança de servidor do portal Baixaki: após longos anos hospedados no iG, passamos para o Terra em busca de uma melhoria na qualidade dos serviços prestados (maisa velocidade, maior estabilidade nas páginas, entre outras vantagens).

O ano dos leitores digitais

Algo que foi febre no exterior neste ano foram os leitores digitais. A Sony lançou três novas versões do seu Sony Reader e, por ser mais barato, bateu de frente com o Kindle 2 da Amazon. Logo em seguida apareceu um novo elemento na disputa: a livraria Barnes & Noble lançara um leitor próprio, o Nook. Mas não parou por aí, ainda este ano outros dois readers foram notícia: o Apple Tablet e o Qualcomm mirasol. O primeiro ainda está na base dos rumores, já o segundo promete fazer arder ainda mais intensamente o fogo desta disputa.

Mais ou menos na metade do segundo semestre de 2007, a Sony lançou a primeira versão do seu reader, o qual foi seguido, poucos meses depois, pelo lançamento do primeiro Kindle. Acredite ou não, a Sony levou a pior na época e pouca gente prestou atenção ao seu modelo.

Porém, agora a história é diferente. O novo modelo da Sony apresenta tela multitoque, a partir da qual você vira as páginas e sublinha palavras específicas usando um stylus. A empresa firmou parceria com a Google e a sua loja já conta com um acervo superior a meio milhão de livros gratuitos. Além disso, o preço dos livros fora de domínio público foi baixado para dez dólares (mesmo preço dos concorrentes).

Por sua vez, o leitor da Amazon já é consagrado e, mesmo sem apresentar tela multitoques, conta com conexão 3G gratuita (diferente do leitor da Sony, o qual requer a transferência via USB do livro baixado no computador para o aparelho), possibilitando o download dos livros da loja online da empresa.

Kindle

O ruim do Kindle é o preço: aproximadamente mil reais! Entretanto, há uma luz no fim do túnel, pois houve um caso de um advogado que, ao entrar com um pedido na justiça, conseguiu anular os impostos de importação do Kindle 2 (foi considerado como livro). Outra curiosidade, segundo dados divulgados pela Amazon, é a de que o seu leitor foi mais vendido do que livros físicos pela primeira vez na história, mesmo com o preço salgado!

O Nook além de ser concorrente direto do Kindle, também apresenta três características diferenciais: possui duas telas (a de baixo em LCD touchscreen para facilitar a troca de livros); usa o Android (sistema operacional desenvolvido pela Google e voltado para aparelhos portáteis); e tem um sistema de empréstimo de livros entre usuários (você empresta um livro por 14 dias para outra pessoa).

Não há ainda informações oficiais sobre o Apple Tablet, porém parece que ele será uma espécie de iPhone com tela de aproximadamente dez polegadas. Já o Qualcomm mirasol promete revolucionar: através de finas membranas flexíveis ele exibe imagens coloridas e ainda gasta menos energia do que o Kindle.

Isso tudo aconteceu no exterior, mas e no Brasil? Bom, por aqui há editoras que já perceberam esse aumento de procura e começaram a digitalizar parte do seu acervo. Vale destacar que a ausência de livros em português e o alto preço dos leitores digitais são características que inibiram a adesão do Brasil nessa disputa. Entretanto, especialistas já apontam 2010 como o ano dos leitores digitais no Brasil! Agora só nos resta esperar para ver o que acontece.

Novas tecnologias das gigantes

Apple, Google e Microsoft certamente marcaram 2009 com seus lançamentos, porém não podemos esquecer-nos do Linux (pois apesar de não ser empresa, lançou uma nova versão do Ubuntu). Cada uma dessas empresas liberou ou anunciou um novo sistema operacional, mas o destaque vai para a Google, porque foi uma surpresa.

O Windows 7 foi liberado em versão gratuita de testes logo no início do ano, causando grande alvoroço entre os usuários. Começou então uma corrida para baixar o SO e descobrir suas novidades. Não demorou muito para a versão definitiva ser lançada e a partir daí, foi iniciada a primeira leva de migração, principalmente daqueles cansados de usar o Vista. Se a migração ainda não foi tão grande, foi devido aos requerimentos do sistema e à existência de outros lançamentos de SO.

Windows 7

A Apple com o Snow Leopard, o Linux com seu novo Ubuntu e a Google anunciando o Chromium OS: a Microsoft pode ter acertado a mão ao fazer o Windows 7, mas com certeza a concorrência é de peso.

Comparado com o SO da Microsoft, o Snow Leopard sai por uma bagatela: enquanto ele pode variar entre 25 e 79 reais, o Windows 7 pode chegar até os 601 reais em sua versão mais completa. Quanto às novidades, o SO recebeu algumas modificações relativas ao seu desempenho, deixando-o muito mais rápido, porém pouca coisa do design foi alterada. O aspecto negativo dessa atualização é que, inicialmente, ela gerou alguns problemas de compatibilidade de programas, ou seja, um programa que rodava no Leopard não rodava no Snow Leopard.

Snow Leopard

O Ubuntu também ficou mais rápido e agora apresenta a Central de Programas, ferramenta que facilita bastante a instalação de programas no SO, basta escolher o aplicativo e clicar dar o comando de instalação: o resto fica por conta do Ubuntu. Outro destaque é o suporte para computação em nuvens, oferecido através do EC2 (da Amazon Web Services) e do Eucalyptus, capaz de criar ambientes de computação em nuvens.

Ubuntu

O Chromium OS, da Google, promete voltar o uso do computador exclusivamente à internet e ser ideal para netbooks. O tempo de inicialização, segundo a empresa, será quase nulo, porém no teste realizado pelo portal Baixaki, através de uma máquina virtual, o tempo de espera foi superior a trinta segundos. Em resumo, o SO da Google funcionaria assim: você liga o computador, conecta-se à internet, escolhe um dos links da página inicial e sai navegando. Mais nada. Contudo, o SO não suportará arquivos de outros sistemas e não terá formatos exclusivos (como o Mac), a intenção é ficar só na internet mesmo. É esperar para ver no que vai dar.

Chromium OS

Enquanto na CES a Microsoft focou-se quase que exclusivamente à divulgação do Windows 7, a Apple, durante o Macworld (realizado dias antes), preferiu divulgar um pacote de produtos, o iLife. Nele estão inclusos os programas: iPhoto, GarageBand, iMovie, iWork e Keynote.

Além do pacote, a Apple mostrou o Macbook Pro 17’ e também novidades para o iTunes: todas as músicas tiveram o DRM retirado (o que fez o preço cair de US$ 1.29 para US$ 0.99 - em alguns casos para US$ 0.69) e a qualidade aumentada para 256 Kbps em formato AAC, e a loja passou a ser disponível para o iPhone 3G.

iPhone 3GS

Outras novidades anunciadas pela Apple incluem o iPod nano 5G, o iPhone 3GS e uma nova versão do iMac, o desktop tudo-em-um (“all-in-one”). O novo nano conta com uma gama ainda maior de cores e agora possibilita a gravação de vídeos, além de criar listas de reprodução personalizadas através do Genius. O iPhone 3GS ganhou uma bateria mais duradoura, maior velocidade ao usar a internet, melhoria na câmera e na edição de vídeos, a possibilidade de utilizar comandos de voz e até uma bússola para usar com o Google Maps.

iPod nano 5G

O iMac volta com tudo e com uma configuração poderosíssima: monitor com painel traseiro de LED; processador Intel Core Duo 3.6 GHz; placa de vídeo NVIDIA GeForce 9400M; 4 GB de memória RAM de 1066 MHz DDR3 com entradas para até 16 GB via 4 slots SO-DIMM; iSight (webcam exclusiva da maçã); redes sem fio; Snow Leopard e iLife instalados; e, como se não bastasse, ainda vem com o Magic Mouse (mouse sem botões que realiza ações dependendo de como/onde você o movimenta ou aperta)!

iMac

Contudo, como monopólio é para poucos quando o assunto é hardware, outros computadores tudo-em-um de empresas de peso foram lançados: o Sony Vaio VGC-JS170AE e o Semp Toshiba Media PC All in One. A configuração deles é relativamente similar, porém a diferença fica por conta dos preços: iMac R$ 8.199,00; Vaio R$ 4.999,00; Semp Toshiba R$ 3.999,00. Aliás, outro PC poderoso que tornou-se sonho para muitos gamers foi o Alienware M17x. Apesar de não ser tudo-em-um, possui visual e desempenho de cair o queixo!

Alienware

Uma curiosidade: Steve Jobs se afastou durante meses da empresa à espera de um transplante de fígado. Nesse meio tempo, mas principalmente na época da Macworld 2009, as ações da empresa caíram, porém com a sua volta (após receber o fígado de um jovem doador que morreu num acidente de carro) e com os rumores sobre o Apple Tablet, as ações voltaram a subir.

Falando de iPhone, algo relacionado que marcou 2009 foi a forte adesão de smartphones ao sistema operacional Android, da Google. O Android apresentou um crescimento forte no número de aplicativos, todavia a AppStore do iPhone apresenta um número muito maior de opções. Aliás, o crescimento de aplicativos para smartphones de forma geral cresceu bastante este ano.

Android

Claro que os sistemas operacionais para celulares não é restrito aos dois apresentados acima, existem também modelos com outros SOs. Por exemplo: Windows Mobile, Symbian, Linux e BlackBerry - RIM. Para mais detalhes sobre cada um, confira o artigo “Celulares e seus sistemas operacionais”.

Já que mencionamos a Google com o seu Android, podemos nos lembrar de outras grandes novidades da empresa: o Google Wave e, o destaque mais sensível aos brasileiros, o novo Orkut. Para entender como funciona o novo serviço, imagine um site que junta Twitter, Orkut, MSN, email, compartilhamento de fotos/vídeos... este é o Google Wave. O site ainda está em fase de testes e somente é possível acessá-lo se você receber um convite da Google ou de alguém que já utilize o Wave. Mais uma vez: só nos resta esperar.

Google Wave

O novo Orkut não requer muitos comentários, afinal a maioria dos usuários já conseguiu um convite para desfrutar da nova interface do serviço. No entanto, vale mencionar que ele ficou muito mais rápido e prático de ser usado, além de ter ficado um tanto mais “limpo”, com menos informações amontoadas.

Novo Orkut

Quando falamos em Google o que primeiro vem à sua mente, um site de pesquisas? Com certeza! Pois bem, em 2009 a Microsoft continuou a tentar comprar a Yahoo! para criar um buscador capaz de bater o Google. Entretanto, o máximo que saiu dessa tentativa foi uma parceria entre ambas. Mesmo assim, pouco tempo depois disso houve o lançamento do Bing, um buscador que pode ser considerado como a evolução do Windows Live Search.

Bing

Aqui no Brasil o Bing ainda está bem fraco e com poucos recursos, enquanto nos Estados Unidos outros recursos são acessíveis, muitos através do Discover Bing (você pode conferir o artigo que compara ambos os buscadores em sua versão brasileira clicando aqui). Em resumo, o Bing possui imagens bonitas e poucos recursos, já o Google é “vazio” e tem uma pesquisa mais precisa.

Discover Bing

Outro buscador lançado em 2009 foi o Wolfram Alpha. No entanto, ele não é como o Bing ou o Google, pois nele você procura informações de cunho um tanto mais científico. Por exemplo, ao procurar por “Apple” é possível descobrir quanto vale a empresa de Steve Jobs e ver como andam as suas ações, já ao digitar “1 apple” o que aparece é a tabela nutricional de uma unidade de maçã. Além disso, como você pode ver, somente pesquisas em inglês exibem resultado.

Mas o Wolfram Alpha não se limita a isso: também é capaz de realizar cálculos complexos, mostrar o desenho de compostos químicos e até mesmo exibir um teclado de piano com notas musicais marcadas nas teclas, caso você pesquise por elas. Enfim, seu foco é diferenciado, pois ao invés de indicar sites com as respostas para a sua pergunta, ele oferece a resposta diretamente!

Voltando à Microsoft, podemos dizer que neste ano algo que a empresa não fez foi ficar parada. Além do Bing e do Windows 7, também anunciou: o Project Natal, o Office 2010, o Windows Live Messenger 2009 (e o 2010) e, além disso, lançou o seu próprio antivírus, o Microsoft Security Essentials.

Anunciado na E3 de 2009, o Project Natal promete revolucionar o modo como você joga vídeo games. O conceito dele é “você é o controle”, simples assim. Seu funcionamento é devido a um aparelho capaz de captar os movimentos feitos pelo jogador com qualquer parte do corpo. Ou seja, se você gostou do Nintendo Wii, tem tudo para amar e idolatrar o Project Natal!

Contudo, a Sony não poderia deixar o PlayStation 3 de fora do mundo da interatividade: também na E3, anunciou a Wand. Em conjunto com o PlayStation Eye, a Wand possibilita a interação do jogador com o mundo mostrado em sua televisão, tal como o Project Natal e o próprio Nintendo Wii. A diferença fica por conta do formato do controle, o qual é uma espécie de “varinha mágica” (por isso o nome Wand) com uma bola na ponta.

O Office 2010 trará algumas mudanças no visual e a implementação de novas funções, como a edição de vídeos em apresentações do PowerPoint. Mas o que chamou a atenção mesmo foi o anúncio de uma versão online gratuita do Office 2010 para usuários com conta Windows Live. Se a Google quer lançar um SO e começar outra briga com a Microsoft no campo dos softwares, a empresa de Bill Gates está fazendo o mesmo, porém com aplicativos e serviços online, como o Discover Bing e o Microsoft Office Web!

Office

O Windows Live Messenger 2009 teve sua versão RC (Release Candidate) lançada em dezembro de 2008, porém foi em 2009 que, de fato, o programa ganhou a versão definitiva. Apesar das grandes mudanças apresentadas (como o visual diferente, novidades dos contatos, novo método de compartilhamento, sons personalizados, lista de contatos mutável e a nova organização das mensagens enviadas nas conversas), o MSN 2009 gerou grandes problemas.

Para alguns era impossível instalá-lo, o download feito pelo instalador não terminava nunca. Quem conseguia instalar não conseguia conectar e, por causa disso, tentava desinstalar (o que também poderia demorar bastante). Enfim, a versão 2009 apresentou novidades interessantes, mas tudo indica que foi lançada antes de ter seus problemas solucionados.

Quem mais teve problemas do que aproveitou a versão 2009, ficará feliz ao saber que no último mês do ano apareceu uma notícia sobre a versão 2010, uma luz no fim do túnel. O site Neowin divulgou imagens com a suposta interface da nova versão: grandes novidades vêm por aí.

Os principais destaques da nova versão são: janela de contatos organizada de maneira diferente e sistema de abas. A primeira novidade organiza a janela de contatos com as pessoas online à direita e novidades da Live (o “Orkut” da Microsoft) e serviços como Twitter e Facebook à esquerda. Já a janela de conversas agora possibilita algo que o Messenger Plus! garantia há muito tempo: colocar várias conversas numa mesma janela, cada uma dentro de uma aba distinta.

Considerado pela AV-Comparatives como o melhor antivírus gratuito, pois atingiu a nota máxima (Advanced+) na avaliação realizada, o Microsoft Security Essentials foi assunto a partir da metade do ano. O antivírus da Microsoft veio para substituir o OneCare e o Windows Defender, porém no Brasil ele provavelmente não vingará porque funciona somente em Windows originais (sendo que a maioria dos Windows no país é pirata e o original é muito caro).

Microsoft Security Essentials

Duas tecnologias, ainda protótipos, anunciadas em 2009 prometem revolucionar a informática e o modo como usamos aparelhos eletrônicos em geral, estamos falando do Memristor e do FFL (“Flat Flexible Loudspeakers”).

O Memristor é um componente capaz de servir como memória RAM e como HD, porém por ser em escala nanométrica é capaz de guardar muito mais informações e aumentar absurdamente a velocidade de dispositivos. Por exemplo, seria possível eliminar as telas de “loading” em jogos.

O FFL é um alto-falante que parece uma folha de papel em termos de espessura, contudo o som produzido por ele é distribuído igualmente pela superfície, diferente dos alto-falantes atuais que produzem o som a partir de um ponto central (perdendo qualidade por causa disso). Ainda não há tecnologia alguma que utilize o FFL, mas diferentemente do Memristor, ele está basicamente pronto para ser usado.

FFL

Uma tecnologia já existente antes de 2009 mas que ganhou força neste ano foi a Realidade Aumentada. Em termos simples, com ela você interage com o mundo virtual através de uma webcam, algo parecido com o Project Natal. Houve uma promoção na qual ao comprar determinado tipo de salgadinho achava-se um código que quando captado e enviado para o site da empresa, criava uma espécie de “bichinho virtual”, com o qual a pessoa poderia brincar pela webcam.

Com a chegada e crescente popularização dos televisores e monitores com LED no Brasil, seus preços passaram a baixar, tanto que hoje já é possível encontrar televisores Full HD de 32’ por menos de dois mil reais. Isso pode ser considerado com a porta de entrada para outras tecnologias, como a OLED, as quais possuem qualidade de imagem ainda melhor do que o LED é capaz de proporcionar.

LED TV

Quem já consegue adquirir monitores de alta qualidade e gosta de jogos de última geração, certamente não deixará de pensar em adquirir a placa de vídeo mais poderosa do mercado (dentre os modelos domésticos): a AMD ATI Radeon HD 5970. Com um preço bastante salgado (após aplicados os fortes impostos de importação), a placa de vídeo promete satisfazer os gamers mais exigentes: suporta DirectX 11, Shader Model 5 e trabalha com OpenGL 3.2. Além disso, conta com “meros” 2 GB de memória RAM e 1 GHz de velocidade de memória.