(Fonte da imagem: Reprodução/PC Mag)

Usuários que preferem deixar de lado a Google Play e gostam de baixar aplicativos através de lojas virtuais “alternativas” estão expondo seus smartphones e tablets a um risco elevado. Um relatório divulgado na última segunda-feira (26) pela AV-Comparatives mostra que esses meios não oficiais são habitados por aproximadamente 7 mil malwares que têm o Android como alvo principal.

Uma análise conduzida entre novembro de 2012 e maio de 2013 mostra que, entre as 20 maiores lojas virtuais do tipo, é possível encontrar 7.175 malwares e greywares. A maior concentração de ameaças ocorre no mercado chinês, enquanto os serviços baseados na Europa registram o menor número de ocorrências.

Ciente do crescimento da oferta de softwares maliciosos, a AV-Comparatives desenvolveu uma ferramenta conhecida como AVC UnDroid, que analisa arquivos de instalação em busca de problemas. Segundo a empresa, usuários do serviço podem obter estatísticas atualizados sobre a quantidade de problemas apresentados pelo aplicativo em questão e descobrir se ele deve ou não ser instalado em um smartphone ou tablet.

Cupons de desconto TecMundo: