Veja como são produzidos os cartões de memória.

Os cartões de memória são dispositivos baseados em memória flash para o armazenamento de dados. Estes aparelhos não precisam de alimentação (energia elétrica) para manter as informações salvas e permitem que os usuários sobrescrevam os dados sem qualquer dificuldade.

Outrora, quem imaginaria que gadgets tão pequenos poderiam armazenar e transportar tantos dados? A praticidade e a eficiência com que os cartões de memória salvam os arquivos tornou esta tecnologia um acessório indispensável. Seja para carregar músicas, vídeos, imagens ou documentos, lá está um pendrive ou cartão microSD.

Isso tudo já pode ser considerado senso comum. Mas você faz ideia de como estes dispositivos são produzidos? Quais os mecanismos são necessários para criar estes gadgets tão importantes no nosso cotidiano? E que padrões de qualidade são adotados? O Baixaki pesquisou e explica para seus leitores o processo de fabricação dos cartões de memória.

Qualidade levada a sério

Antes de mostrar os passos necessários para produzir um dispositivo de armazenamento de dados, é interessante sabermos que as empresas responsáveis pela fabricação destes utensílios essenciais possuem regras bastante rigorosas quanto aos processos de montagem, testes e higienização dos ambientes de trabalho.

O vídeo demonstrativo, que veremos mais a frente, foi disponibilizado pela Lexar Media Inc, uma divisão da Micron Technology, empresa especializada no desenvolvimento e produção de componentes eletrônicos. A marca possui sedes em Utah, nos Estados Unidos, e na Ásia.

Como são produzidos os dispositivos para armazenar dados?

Com a filmagem, é possível perceber que são empregadas tecnologias de ponta em todo o processo produtivo. A manipulação das matérias-primas é feita, na maior parte do tempo, por máquinas – o que assegura movimentos precisos, evitando erros de montagem. A organização e a limpeza são levadas a sério, o local onde são fabricados os chips de memória é 100 vezes mais limpo que uma sala de cirurgia.

Cada pastilha com os chips de memória passa por mais de 800 diferentes processos, fato que implica em um longo tempo de fabricação. Um dispositivo para armazenar seus documentos leva mais de um mês para ficar pronto. Para atender a demanda, a fábrica nunca para. A produção é mantida por 24 horas, nos sete dias da semana, durante os 365 dias do ano.

A linha de produção

Já pudemos perceber que montar um cartão de memória não é uma atividade para empresas de fundo de quintal. Chegou a hora de conhecermos mais a fundo como ocorre a fabricação de cartões microSD e pendrives. Arrume seus equipamentos de segurança, dê o play no vídeo abaixo e vamos embarcar nesta linha de produção!

1ª etapa: O primeiro componente a ser produzido é o chip de memória. Este item será responsável pelo armazenamento dos dados, ou seja, é a parte fundamental do cartão – por isso a atenção com os processos e a limpeza dos locais de montagem é extremamente importante. No caso da empresa do vídeo, as pastilhas são produzidas na fábrica de Utah.

2ª etapa: Depois de ter passado por mais de 800 processos, no exemplo da Lexar, as pastilhas com vários chips de memória são encaminhadas para a fábrica localizada na Ásia. Nesta etapa, os chips de memória são destacados das pastilhas e sobrepostos em PCIs (placa de circuito impresso).

3ª etapa: A fixação dos componentes dos cartões de memória é feita com uma linha de ouro que possui a espessura de um fio de cabelo humano.

4ª etapa: O dispositivo do cartão que permite o armazenamento e a transferência de dados está pronto. O próximo passo é inserir os chips dentro da carcaça da memória microSD ou do pendrive, por exemplo.

5ª etapa: Chegou o segundo momento crucial do processo de produção: os testes de funcionamento. Para verificar se os produtos não apresentam imperfeições, são aplicados métodos rigorosos para averiguar a velocidade na transmissão de dados e a durabilidade dos dispositivos, inclusive passando por inspeções manuais para assegurar a máxima qualidade.

6ª etapa: Informações únicas dos dispositivos, como número de série, marcação de lote, entre outras, são gravadas nas carcaças por meio de pistolas dotadas de raio laser.

7ª etapa: Em seguida, os cartões de memória passam pelo setor de etiquetagem e embalagem, onde serão devidamente identificados e organizados dentro das caixas.

8ª etapa: A próxima parada dos cartões de memória é na área da empresa responsável pela distribuição dos equipamentos para os quatro cantos do planeta.

9ª etapa: Finalmente, os pendrives e as memórias micro SD ganham as prateleiras das lojas. O ponto final dos dispositivos é na sua mão ou conectado ao seu gadget.

Achou que era fácil?

Ao ver dispositivos tão pequenos disponíveis no mercado, como pendrives que possuem menos de três centímetros de comprimento, não imaginamos o processo complexo e longo pelo qual eles passam para chegar aos nossos computadores, câmeras digitais, video games e aparelhos de som.

Vale lembrar que o Baixaki não tem a intenção de fazer divulgação da marca Lexar ao disponibilizar o vídeo produzido pela empresa. Apenas foi a gravação com o conteúdo mais simplificado que encontramos para explicar como acontece a fabricação dos cartões de memória e pendrives.

Cupons de desconto TecMundo: