A pesquisa TIC Educação revelou que 97% dos estudantes brasileiros, sejam de escolas públicas ou privadas de regiões urbanas, acessam internet via smartphone. Dentro desse número, 18% tem o smartphone como porta única de acesso à internet.

“A pesquisa comprova que o celular, de fato, se transformou no principal dispositivo de acesso à Internet, em especial para crianças e adolescentes em faixa etária escolar”, conta Fabio Senne, coordenador da pesquisa, como nota o Mobile Time.

Ter uma rede na escola não significa que ela está sendo usada pelos estudantes

O WiFi também entrou na pesquisa. Segundo o TIC, a rede WiFi está presente em 92% das escolas urbanas, contudo, 61% delas não permite a conexão realizada por alunos. Quando falamos sobre escolas particulares, 48% delas permite que os alunos se conectem nas redes WiFi.

“Ter uma rede na escola não significa que ela está sendo usada pelos estudantes. Muito pelo contrário. Uma minoria deixa a rede aberta para o uso de seus alunos. Em geral porque as faixas de conexão ainda são baixas. Esse uso está restrito à administração escolar. Além do mais, há uma discussão sobre a cultura da utilização da Internet nas escolas. Ela é vista como algo que atrapalha. E há também uma limitação de qualidade dessa conexão muito grande. A média de conexão é de 2 Mbps”, explica Senne.