(Fonte da imagem: Reprodução/Google)

Recentemente, a Google anunciou que faria parte de um grupo de empresas que busca deixar a internet mais segura para os bilhões de usuários ao redor do globo terrestre. Mas como diz o 9to5 Google, isso não quer dizer que os produtos de Mountain View seriam deixados de lado. E uma das maiores provas disso está no novo projeto de Ellie Bursztein, um dos chefes de desenvolvimento e segurança do Chrome.

Bursztein revelou em seu blog oficial que o Google Chrome está passando por algumas mudanças e um novo conjunto de algoritmos pode fazer com que ele fique ainda mais veloz e mais seguro para os consumidores. Esses novos algoritmos seriam capazes de reduzir o tráfego de dados navegados ao mesmo tempo em que aumenta a velocidade de carregamento das páginas.

O grande foco dessa mudança é tornar a navegação mais simples em dispositivos mais antigos, que não podem contar com a aceleração de hardware que é tão comum nos navegadores atuais — o mesmo se aplicando para a encriptação dos dados. Além de tudo isso, os novos algoritmos também poderiam preservar a bateria de dispositivos, uma vez que o tempo de encriptação e decriptação seria reduzido.

O gráfico que está no topo desta notícia mostra um pouco das vantagens que o novo conjunto de algoritmos poderia trazer aos consumidores. O tempo de encriptação de dados foi medido com dois processadores, ambos com dois tipos de encriptação. Em azul, estão as velocidades obtidas com os novos algoritmos e em verde as conseguidas com os mecanismos atuais.

Cupons de desconto TecMundo: