Os responsáveis pelo roubo de uma carga de smartphones modelo Galaxy S9 avaliada em mais de R$ 3,4 milhões que estava no Aeroporto do Galeão estão deixando algumas pistas para que a polícia do Rio de Janeiro prossiga nas investigações.

Uma série de modelos da Samsung apareceu para venda na cidade em sites de classificados e também em redes sociais. O problema? O aparelho ainda está em pré-venda, o que significa que eles com certeza são fruto do roubo do começo desta semana.

Segundo o jornal Extra, agentes da Agentes da Delegacia de Roubos e Furtos de Carga (DRFC) estão analisando perfis da região da Baixada Fluminense e da favela de Nova Holanda para buscar suspeitos e informações. Anúncios já pipocaram em grupos do Facebook de bazares, trocas e vendas de eletrônicos e mostram pilhas de embalagens do modelo.

Uma captura de tela.

Na OLX, por exemplo, o Galaxy S9 aparece vendido por até R$ 4,5 mil, enquanto alguns perfis fazem "descontos" e garantem o dispositivo por até R$ 3 mil. O preço oficial de lançamento dos aparelhos é de R$ 4.299 na versão mais básica do Galaxy S9. Modelos da nova DeX Station também são ofertados, mas ainda não há informações de que eles também podem fazer parte do roubo.

O site avisa que colabora com autoridades se necessário e que não pode controlar todas as ofertas, já que são 500 mil novos anúncios diariamente. E quem for espertinho e tentar adquirir um dos modelos roubados ainda pode se encrencar com as autoridades, claro. O início das vendas do Galaxy S9 e do S9+ começa nesta sexta-feira (20) no Brasil.

Caso tenha interesse em adquirir um S9 por meios legais, confira as melhores ofertas abaixo:

Samsung Galaxy S9 
Samsung Galaxy S9 Plus

Cupons de desconto TecMundo: