Os embates judiciais entre Apple e Qualcomm já faziam todos imaginarem que a parceria entre as duas empresas estava com os dias contados. Ao que tudo indica, o divórcio começará a se tornar realidade com os iPhones de 2018, que devem utilizar apenas modems LTE fabricados pela rival Intel.

Quem antecipa a informação é Ming-Chi Kuo, o analista da KGI Securities conhecido por trazer algumas apostas da indústria para o público. Anteriormente, ele acreditava que a Apple adotaria modens da Qualcomm em 30% da próxima geração do iPhone, contudo, a nova informação é de que todos os smartphone da Maçã lançados em 2018 terão chips de comunicação da Intel.

Essa possibilidade é reforçada também pelas capacidades do mais recente modem da Intel, o XXM 7560, primeiro da empresa com suporte tanto para redes CDMA quanto para GSM. Essa característica é crucial para a Apple “se libertar” da Qualcomm e significa que um mesmo modelo do dispositivo funcionaria perfeitamente em diferentes operadoras.

Kuo acredita que Apple e Qualcomm podem voltar a fazer negócios no futuro

Isso tudo quer dizer que as relações entre a Qualcomm e a Apple nunca mais serão as mesmas? Com certeza não. Kuo aponta que a Maçã provavelmente voltaria a negociar com a rival caso elas chegassem a um acordo positivo (do ponto de vista de Cupertino, obviamente) nos tribunais. Além disso, é conhecido o histórico da Apple em querer diversificar os seus fornecedores, então, não será espantoso se elas voltarem a fazer negócios no futuro.

A expectativa é que a Apple lance três modelos de iPhone em 2018, todos eles com visual inspirado no iPhone X. Seriam dois modelos com tela OLED de 6,5 polegadas e 5,8 polegadas, enquanto o terceiro traria um painel de TFT-LCD com 6,1 polegadas.

Cupons de desconto TecMundo: