Thomas Beale, um norte-americano de Bedford County, na Virgínia, que teria vivido no século XIX supostamente trouxe do Oeste um tesouro repleto de ouro, prata e joias de volta para sua terra natal e, para que ninguém botasse as mãos em suas valiosas posses, o enterrou em um lugar conhecido apenas por ele mesmo.

Um deles já foi compreendido ainda no século XIX e tinha como texto-chave a Declaração de Independência norte-americana

Para que houvesse a chance de aquilo ser recuperado algum dia após sua morte, Beale criou uma espécie de mapa do tesouro para ajudar algum sortudo. Porém, não se trata de um mapa clássico, como aqueles dos piratas em filmes e desenhos, com caminhos pontilhados e um X marcando o local certo, mas sim um enigma que ninguém foi capaz de desvendar até hoje.

É muita grana!

Beale deixou três documentos, cada um com um código para ser desvendado. Um deles já foi compreendido ainda no século XIX e tinha como texto-chave a Declaração de Independência norte-americana. Isso porque todos os códigos são cifras de substituição onde você conta as palavras e letras em um texto-chave para descobrir o que está escrito. Esse primeiro documento decifrado continha uma descrição do tesouro em questão (2,3 toneladas de prata e 1,3 tonelada de ouro) – que é hoje calculado em US$ 60 milhões, ou R$ 228 milhões.

Não foram poucos os que tentaram durante todos esses anos desvendar o mistério por trás dos códigos que supostamente indicariam onde o tesouro estaria escondido, mas ninguém até hoje obteve sucesso. É claro que existe também a possibilidade de tudo ser uma grande pegadinha do século passado e, mesmo que o código seja desvendado, pode não haver nada no final do arco-íris.

Seja como for, deixamos aqui na matéria os dois códigos caso queiram se aventurar a desvendar o que ninguém ainda foi capaz. Será que você vai conseguir se tornar um caçador de tesouros bem-sucedido e se tornar o próximo milionário do mundo?

aPrimeiro código

aSegundo código

Cupons de desconto TecMundo: