O que é a síndrome de Menière e como é feito o tratamento?

4 min de leitura
Imagem de: O que é a síndrome de Menière e como é feito o tratamento?
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

*Este texto foi escrito com base em informações de agências e autoridades sanitárias, hospitais e especialistas em saúde. Se você ou alguém que você conhece possui algum dos sintomas descritos aqui, nossa sugestão é que um médico seja procurado o quanto antes.

Após receber uma série de críticas sobre a sua aparência, o padre Fábio de Melo disse em entrevista para o jornal O Dia que tem o diagnóstico para a síndrome de Menière, uma doença que provoca a perda da audição e um distúrbio no labirinto.

O religioso conta que não sofre do segundo sintoma, mas que o ouvido esquerdo é acometido. Ele também explica que o inchaço no rosto é resultado do uso de doses altas de corticoides, que faz quando o problema se agrava. Mas afinal, O que é a síndrome de Menière?

meniereA síndrome de Menière acomete o sistema auditivo e causa vertigens (Fonte: Shutterstock)Fonte:  Shutterstock 

Como bem explica Melo, a síndrome de Menière é um distúrbio do ouvido interno. Ela causa perda auditiva e vertigens, e na maioria dos casos atinge apenas uma das orelhas.

Ela pode se manifestar em qualquer idade, mas o comum é que os primeiros sintomas surjam entre o início da idade adulta e a meia-idade. A condição é crônica, mas existem muitos tratamentos capazes de aliviar os sintomas e reduzir o impacto ao longo da vida.

Causas da síndrome de Menière

Não se sabe com certeza como é causada, mas os sintomas da doença de Menière parecem ser resultantes de uma quantidade anormal do fluido que circula no ouvido interno e no labirinto.

Existem alguns fatores que influenciam o volume da endolinfa - o tal líquido - e que podem estar relacionados com a condição. Uma resposta imune anormal, infecções virais diversas e pré-disposição genética são alguns deles.

Entretanto, até hoje a síndrome não pode ser atribuída a um único agente causador e por isso especialistas ainda consideram que ela seja provocada por uma combinação entre condições ambientais e genéticas.

Sintomas da síndrome de Menière

O principal sintoma costuma ser a vertigem. A doença atinge o labirinto, uma estrutura do ouvido interno responsável pela nossa sensação de equilíbrio. Quando comprometida, é comum que os pacientes tenham a sensação de girar.

Esses episódios ocorrem sem aviso prévio e podem durar entre poucos minutos até várias horas, e, nesse último caso, pode causar náuseas. Com o tempo, a síndrome pode levar também a perda da audição.

Apesar disso, esse sintoma pode surgir e desaparecer repentinamente no início. Apenas com o tempo que a dificuldade de ouvir se torna permanente. Às vezes ela vem acompanhada com zumbidos persistentes.

meliereTonturas causadas por doença podem levar a quedas (fonte: shutterstock)Fonte:  Shutterstock 

Outro sintoma característico do problema é a sensação de que o ouvido está coberto de alguma forma. Isso porque os pacientes sentem uma pressão no aparelho auditivo, chamada congestão auditiva.

Outros problemas que merecem a atenção são as complicações que podem decorrer dos sintomas. Durante os episódios de vertigem podem ocorrer acidentes, como quedas, capazes de gerar consequências permanentes.

Diagnóstico e tratamento

O paciente que tenha sinais da doença deve buscar ajuda profissional. Como os mesmos sintomas podem ser causados por outras condições, é necessário realizar exames para descartar outras possíveis fontes dos problemas.

São prescritos testes auditivos e de equilíbrio. Um especialista pode pedir também ressonância magnética e eletrococleografia para avaliar a condição completa do paciente e dar um diagnóstico preciso.

Não há cura para o mal, mas é possível tratar os sintomas, principalmente os de vertigem, com o uso de medicamentos para náuseas e vômitos. Médicos geralmente receitaram fármacos como a proclorperazina ou anti-histamínicos.

Dependendo da condição, o paciente pode fazer uso de remédios para outros sinais da doença. É possível controlar os zumbidos e a perda auditiva, bem como uma reabilitação vestibular é capaz de ajudar com a perda de equilíbrio de quem sofre com o distúrbio.

Ao primeiro sinal de ataque, um paciente que já tenha diagnóstico e medicamentos receitados, deve fazer uso dos mesmos e sentar-se ou deitar-se. Fechar os olhos e mover a cabeça devagar também ajudarão a evitar náuseas e acidentes.

Em casos muitos graves, a injeção de proclorperazina pode ser receitada, para agir mais rapidamente contra os sintomas. Ainda mais raros, mas possíveis, são casos que requerem internação do paciente.

A última opção é a cirurgia, mas ela é reservada apenas para pacientes que não tiveram sucesso com nenhum outro tratamento disponível. Ainda assim, ela é pouco estudada e não existem evidências que comprovem sua eficácia.

O padre Fábio de Melo, que tem diagnóstico da doença, revelou em entrevista que leva uma vida normal apesar da condição. Com os tratamentos disponíveis hoje, é possível controlar os sintomas e garantir que os efeitos da síndrome de Menière não sejam mais do que inconvenientes no nosso cotidiano.