Por que a asma piora no inverno? Veja como evitar complicações

3 min de leitura
Imagem de: Por que a asma piora no inverno? Veja como evitar complicações
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

*Este texto foi escrito com base em informações de agências e autoridades sanitárias, hospitais e especialistas em saúde. Se você ou alguém que você conhece possui algum dos sintomas descritos aqui, nossa sugestão é que um médico seja procurado o quanto antes.

Segundo a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, todos os anos os meses entre abril e julho registram a maior quantidade de internações por asma. Quem sofre da doença, já está acostumado, basta chegar o inverno e os sintomas pioram.

No mundo, são pelo menos 300 milhões de pessoas que sofrem do problema. Só no Brasil, esse número chega a incríveis 20 milhões de pessoas sujeitas à sazonalidade do clima, que agravam e intensificam a falta de ar. Mas porque isso acontece?

No tempo frio, os sintomas da asma podem ficar mais frequentes e mais severos (Fonte: Shutterstock)No tempo frio, os sintomas da asma podem ficar mais frequentes e mais severos (Fonte: Shutterstock)Fonte:  Shutterstock 

Com o frio intenso que chegou neste ano, pacientes de asma devem redobrar os cuidados com a própria saúde. As variações de temperatura e o tempo seco são muito propícios para a inflamação dos brônquios.

Além disso a poluição, a falta de chuva e o vento gelado são grandes responsáveis pelo aumento dos casos de internação. A boa notícia é que existem atitudes que podem ajudar a amenizar as complicações e garantir uma boa saúde até a chegada da primavera.

O que é asma?

A asma é uma inflamação nos brônquios, vias aéreas que levam o ar para os pulmões. Isso causa inchaço desses órgãos e a produção excessiva de muco, que, em alguns casos, pode impedir a livre circulação dos gases da respiração.

Por isso, a falta de ar, leve ou grave, é o sintoma mais característico da doença. Além disso, chiados, dores e apertos no peito também são indícios da doença, bem como tosse e outras dificuldades respiratórias.

A doença, que atinge tanto crianças quanto adultos, é agravada por gatilhos ambientais, e são eles os responsáveis pela piora dos quadros no inverno. Apesar de não ter cura, os sintomas podem ser controlados pelo uso de medicação.

Por que a asma piora no inverno?

Cada paciente de asma tem sua própria combinação de gatilhos. No inverno, particularmente, as condições climáticas podem favorecer alguns quadros, e por isso os sintomas da doença podem piorar. Confira a seguir alguns deles:

  • Resfriados e gripes: problemas como esses podem ser determinantes para pacientes de asma. Cerca de 75% deles afirmam que há piora dos sintomas por conta de resfriados e gripes.
  • Infecções: as infecções do peito e do sistema respiratório também podem piorar as condições de quem é asmático. Além disso, a doença enfraquece as defesas do corpo e facilita a ação do patógeno.
  • Ar frio: um desafio para pacientes de asma, o ar frio costuma ser seco e irrita as vias respiratórias, estimulando a produção de muco.
  • Umidade e mofo: em locais muito úmidos, pode haver acumulo de mofo, que irrita as defesas do corpo e piora a reação do organismo.
  • Ácaros: é impossível se livrar totalmente desses pequenos invasores domésticos causadores de alergias, mas medidas como lavar roupas de cama frequentemente pode ajudar.
  • Ambiente interno: alguns pacientes de asma também podem ser afetados por agentes encontrados dentro de casa, como poeira ou pelo de animais. Passar muito tempo em ambientes fechados no inverno favorece o contato com eles.
  • Exercícios físicos: no frio, a prática de atividade física exige mais capacidade pulmonar, porque restringe as vias aéreas.

Também é importante notar que os sintomas experimentados durante o inverno são os mesmo de qualquer outra época do ano. Entretanto, devido às condições climáticas, eles podem ser mais frequentes, mais intensos ou mais difíceis de controlar. Pacientes devem se manter atentoa a dores, apertos ou chiados no peito, tosse e falta de ar.

Como evitar complicações

Com atitudes simples no cotidiano, é possível evitar as complicações causadas pela virada do tempo. Veja algumas a seguir:

  • Vacine-se contra a gripe, evitando assim essa infecção. Converse com seu médico sobre a necessidade de se vacinar contra a pneumonia.
  • Limite os exercícios ao ar livre, já que atividades físicas no tempo seco podem levar a crises. Busque espaços fechados e apropriadamente aquecidos.
  • Cubra a boca quando estiver na rua, para proteger as vias aéreas. Isso pode ser feito com um lenço ou máscara, por exemplo.
  • Use um umidificador em casa, para manter a umidade do ar adequada. Certifique-se sempre de que os filtros do aparelho estejam limpos.
  • Mantenha-se hidratado.
  • Lave sempre as mãos e evite o contato delas com o rosto. Isso é útil para evitar infecções, como gripe e resfriados.
  • Deixe sempre o inalador e os medicamentos diários à mão.

A asma é uma das principais causas de internação no país, principalmente no inverno. Por isso mesmo, mantenha-se informado e busque adotar medidas simples de prevenção. Com elas, será mais fácil atravessar o inverno e chegar com tranquilidade à primavera outra vez.