NASA salva Hubble e telescópio volta a coletar dados espaciais

1 min de leitura
Imagem de: NASA salva Hubble e telescópio volta a coletar dados espaciais
Imagem: Reprodução/NASA
Avatar do autor

O Hubble finalmente voltou a coletar dados espaciais. A Administração Nacional da Aeronáutica e do Espaço dos Estados Unidos (NASA) anunciou, no último sábado (17), que salvou o instrumento e que o satélite se encontra totalmente funcional. Além disso, a agência realizará as primeiras análises desde que o dispositivo começou a apresentar problemas em 13 de junho, há mais de um mês, quando entrou em modo de segurança.

De acordo com a instituição, podemos esperar muito mais do telescópio, que, com pelo menos 31 anos de história, acumula 1,5 milhão de observações do Universo, e ainda deve permanecer ativo por um bom tempo. Até hoje, foram publicados mais de 18 mil artigos científicos baseados nas informações que levantou.

"Hubble é um ícone que nos fornece uma perspectiva incrível do cosmos há três décadas. Estou orgulhoso das equipes por trás do dispositivo, de membros atuais a ex-alunos, que ofereceram seu apoio e sua experiência à missão. Graças a essa dedicação e a esse trabalho atencioso, o equipamento continuará a construir seu legado, ampliando nossos horizontes com sua visão do Universo", destacou Bill Nelson, administrador da agência.

Hubble morreu, mas passa bem!Hubble morreu, mas passa bem!Fonte:  Reprodução/NASA/Smithsonian Institution/Lockheed Corporation 

Haja sufoco!

Aqui no TecMundo, você pôde acompanhar parte da saga da recuperação do Hubble. Idas e vindas marcaram as últimas semanas, e chegou-se a cogitar que o exemplar não teria salvação. Felizmente, na última sexta-feira (16), reparos bem-sucedidos o colocaram novamente no ar.

Após mais alguns ajustes, chegou o momento da reativação dos instrumentos científicos ligados ao backup do computador de carga útil que entrou em cena, substituto da máquina original que deixou de funcionar. O procedimento levaria pouco mais de um dia e, segundo a NASA, trouxe os resultados esperados – um alívio e tanto para profissionais da entidade e amantes de astronomia espalhados pelo globo.

Fontes