NASA ainda não sabe o que há de errado com o telescópio Hubble

1 min de leitura
Imagem de: NASA ainda não sabe o que há de errado com o telescópio Hubble
Avatar do autor

A Agência Espacial Norte-Americana (NASA) ainda não sabe exatamente qual é a fonte do problema que afeta o telescópio Hubble há duas semanas.

Segundo comunicado oficial divulgado na semana passada, a falha provavelmente aconteceu no chamado computador de carga útil, mais precisamente na unidade do Controlador de Dados e Comandos Instrumentais Científicos (SI C&DH, na sigla original em inglês).

De acordo com o texto da agência, a investigação ainda não foi capaz de definir com precisão o que causou a anomalia em seu funcionamento — ou seja, ainda não há resposta para quais são as peças defeituosas e o porquê da falha. Esse passo é tido como essencial para que um conserto seja enviado e o telescópio possa voltar a operar.

Enquanto isso, a NASA também está preparando uma forma de ligar o hardware reserva que fica presente no mesmo equipamento. Uma simples troca do módulo de memória para ativá-lo não foi bem sucedida, indicando que o problema é maior e o processo será "mais complexo e arriscado".

Cronologia do acidente

Em março de 2021, o Hubble já havia apresentado um erro de software que o fez entrar em modo segurança, mas o comportamento não foi visto como anormal e ele logo voltou a operar.

Já a última falha que desabilitou as funções aconteceu em junho deste ano. Apesar da falta de conserto, ao menos por enquanto, a estrutura permanece em boas condições de uso. Caso o computador reserva não seja capaz de religar as funções do Hubble, ele deve ser largado na atmosfera e deixar de enviar dados e fotos para a Terra após mais de 30 anos de operação.

Fontes

NASA ainda não sabe o que há de errado com o telescópio Hubble