Reino Unido libera vacina da Pfizer e já vai iniciar aplicação

1 min de leitura
Imagem de: Reino Unido libera vacina da Pfizer e já vai iniciar aplicação
Imagem: Pfizer
Avatar do autor

O governo do Reino Unido aprovou e autorizou a distribuição da vacina BNT162b2 contra a COVID-19, desenvolvida pelos laboratórios Pfizer e BioNTech. Essa foi a primeira nação ocidental a aprovar um protocolo de imunização e já estabelecer uma data para o início do procedimento.

As autoridades regulatórias britânicas confirmaram que as 800 mil primeiras doses serão disponibilizadas "a partir da próxima semana". Idosos em casas de repouso e funcionários desses estabelecimentos serão os primeiros da fila, seguidos por pessoas acima de 80 anos, funcionários de setores de saúde e "pessoas clinicamente extremamente vulneráveis", parte dos grupos de risco da doença.

De acordo com a BBC, a encomenda é de 40 milhões de unidades, o que significa a imunização de 20 milhões de pessoas, já que a aplicação acontece em duas doses.

A vacina

De acordo com o comunicado oficial, testes clínicos rigorosos foram conduzidos por meses e a conclusão foi que a vacina atingiu os padrões de segurança, qualidade e efetividade na prevenção contra o coronavírus. Segundo estudos divulgados no início de novembro, a vacina genética feita a partir da aplicação de RNA apresenta uma eficácia de 90%.

Os testes da terceira fase com a vacina da Pfizer indicam 90% de eficácia na vacina.Os testes da terceira fase com a vacina da Pfizer indicam 90% de eficácia na vacina.Fonte:  Pfizer 

Por causa das condições de armazenamento da vacina, que exige uma preservação a -70ºC, é possível que o processo de imunização deve ser feito somente em hospitais neste primeiro momento. Entretanto, locais como estádios e centros de conferência estão sendo preparados para virar postos de vacinação improvisado.