(Fonte da imagem: Reprodução/Regretsy)

Você pode utilizar o PayPal para uma série de compras na internet, mas em outros países o sistema é muito utilizado para vendas diretas, com transferência de dinheiro de uma forma menos intermediada. Mas como tudo o que envolve dinheiro, o PayPal pode causar problemas. É o que aconteceu com uma vendedora que enviou um violino de 2.500 dólares para um canadense e viu seu objeto sendo destruído.

E quando falamos destruído, estamos sendo literais – como você pode notar pela foto que ilustra a notícia. O comprador, ao receber o produto, contestou a veracidade do selo de autenticidade. Em vez de retornar o violino para a vendedora, o comprador foi instruído a destruir o violino – já que se tratava de uma suposta falsificação – para receber o dinheiro novamente.

Sem haver nenhuma análise do produto, o comprador destruiu o violino (que supostamente era o mesmo que a vendedora mandou). O problema é que a antiga dona ficou sem os 2.500 dólares e sem o instrumento, que havia sido produzido na França, durante a Segunda Guerra Mundial.

Segundo o site Regretsy (que publicou a história), realmente existe um termo nos contratos do PayPal que exige a destruição dos produtos para que o dinheiro seja devolvido. O problema é que os termos não abrangem proteção aos vendedores.

Cupons de desconto TecMundo: