Antigamente, para alugar um filme era preciso se deslocar até uma locadora com documentos e comprovante de renda para o cadastro. Depois, o contratempo de ter que ir até lá novamente para devolver o filme até uma data limite para não pagar outra locação.

Essa é a realidade de milhões de brasileiros que querem assistir a um filme diferente do que passa na televisão. Contudo, muita coisa mudou com o advento das altas velocidades da internet e o desenvolvimento de um mercado digital de comercialização e locação de filmes.

Mesmo com esse novo setor, a locação digital ainda engatinha no Brasil. Mesmo com boas iniciativas, alguns obstáculos, como o preço salgado da internet banda larga, são entraves para que o serviço atinja um número ainda maior de usuários. Conheça agora algumas iniciativas – e também outros obstáculos – do aluguel de filmes online em terras tupiniquins.

Por que alugar um filme online?

Existem duas modalidades de aluguel digital: a que você escolhe o filme e recebe o disco em casa via motoboy (e a mesma coisa para devolver) e via transmissão online (o bom e nem tão velho assim streaming), em que você acessa uma página, espera o vídeo carregar e vê quantas vezes quiser dentro de um determinado período de tempo.

Analisando de modo superficial, a primeira grande vantagem do aluguel online é a comodidade. Não importa se o tempo lá fora é um sol de rachar ou uma chuva torrencial, se você opta por locação online de filmes, recebe o filme sem sair de casa ou então assistir a ele diretamente no computador.

Alugar filmes sem sair de casa

Isso evita todo o “transtorno” de ter que se deslocar até a locadora, enfrentar filas e tudo mais. A devolução também se torna extremamente simplificada: nada de horários limites e nem mesmo multas por atraso. Na data estipulada o motoboy volta à sua casa para recolher o filme ou então você fica com restrições para acessar a página de um filme.

O pagamento também se torna mais simples, afinal, basta usar o cartão de crédito. Em alguns casos é possível realizar uma transferência online que debita o valor diretamente em sua conta corrente. E tudo isso permite a você alugar filmes e recebê-los no mesmo dia sem abandonar o conforto do seu lar.

Boas ideias!

A pioneira do serviço foi a estadunidense Netflix, criada em 1997. Com planos mensais, a empresa envia filmes pelo correio para seus clientes. Atualmente, além de filmes, a Netflix também trabalha com locação de jogos para Ninento Wii, PlayStation 3 e Xbox 360. O sucesso foi tamanho que o negócio influenciou gente pelo mundo todo.

No Brasil, o serviço que mais se destaca é o NetMovies, empresa que já fornece vídeos para cinco estados brasileiros (Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais) e conta com 20 mil títulos em seu catálogo. Ela disponibiliza a entrega física do filme por meio de planos com assinaturas mensais.

Clique para acessar o NetMovies

Atuando de modo semelhante, o site Pipoca Online também oferece planos mensais e entrega dos filmes na porta de sua casa. Você escolhe os títulos, recebe os discos em casa, assiste tranquilamente e devolve quando quiser, sem prazos nem multas. A grande diferença entre os dois serviços é a área de cobertura: o Pipoca Online, por enquanto, trabalha apenas com São Paulo capital e região.

Clique para acessar o Pipoca Online

Para não ficar para trás, a BlockBuster, uma das maiores redes de locadoras atuando no Brasil, também embarcou no sucesso da locação online. Eles também possuem um serviço que disponibiliza entrega dos discos em casa, sem prazos para devolução e com planos que permitem de quatro até 30 trocas de filmes por mês.

Clique para acessar a BlockBuster Online

A abrangência da BlockBuster é enorme se comparada com as concorrentes: 144 cidades em cinco estados diferentes (Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais). Só em São Paulo são 109 cidades cobertas pela rede de locadoras.

A livraria e editora Saraiva, famosa por seus livros e lojas espalhadas em várias cidades brasileiras, agora também é uma locadora online. Ela atua com a distribuição digital de conteúdo, ou seja, você paga a locação e assiste ao filme online, diretamente no computador, via streaming: é a Saraiva Digital.

Clique para acessar a Saraiva Digital

A locadora da editora dispõe de um programa exclusivo por meio do qual é possível alugar, comprar, gerenciar e ver os filmes. Aqui o cliente paga apenas os filmes que vai alugar ou comprar, sem planos mensais de assinatura. Os preços variam de R$ 1,90 até R$ 6,90.

E começam os contratempos...

Até aqui tudo foi só alegria. Filmes sem sair de casa, alugados e recebidos diretamente na comodidade e segurança que só o seu lar é capaz de dar. Contudo, este “novo” sistema de locação de filmes ainda contém alguns obstáculos em nosso país.

Consumidores receosos

O primeiro é o receio. Mesmo com a internet se popularizando, muitas pessoas ainda ficam com os dois pés atrás quando o assunto é compra via internet. Isso acaba afastando muitos usuários em potencial de locadoras como o NetMovies, o Pipoca Online e a Saraiva Digital.

Tem gente que não dispensa por nada aqueles minutos de indecisão que todo mundo tem dentro de uma locadora, quando pega a caixinha do DVD, lê a sinopse e se pergunta inúmeras vezes: “será que eu levo esse?”.

Preços salgados

Talvez no seu bairro você ainda encontre locadoras que praticam preços bastante razoáveis, que se comparados com os das locadoras online saem muito mais em conta. Colocando na balança, nem mesmo o fato de não precisar sair de conta “barateia” o preço de uma locação pela internet.

Esse é um ponto crucial, afinal, quem não quer pagar menos pelo mesmo serviço? Assim, assinaturas mensais ou locação individual em sites ainda não aparecem como uma alternativa viável para todos os brasileiros, pois os preços praticados acabam não superando os encontrados nas locadoras físicas espalhadas pelo país.

Internet no Brasil: lenta e cara!

O NetMovies e o Pipoca Online não atuam em todo o território nacional, então, o que sobra para quem quer alugar e ver os principais lançamentos do cinema mundial sem sair de casa é uma alternativa como a Saraiva Digital, afinal, temos internet banda larga em quase todo o Brasil.

Preço e qualidade da banda larga no Brasil ainda deixam a desejarContudo, agora enfrentamos o principal problema da transmissão de vídeos por aqui: a qualidade e o preço da internet banda larga.

Além do fato de que, de acordo com o Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea) e o Comitê Gestor da Internet (CGI), no final de 2009 apenas 10,2 milhões de residências brasileiras possuíam conexão banda larga com a internet, a qualidade do serviço ainda deixa a desejar.

Sendo assim, os altos preços praticados pelas operadoras (sejam de ADSL, de rádio, cabo, etc.) e a baixa qualidade do serviço prestado acabam impedindo com que milhões de brasileiros tenham acesso a serviços de streaming de vídeos como forma de substituir a locação tradicional de filmes.

Os planos de internet econômica subsidiados pelo governo estadual paulista em parceria com a Telefônica, disponibilizam internet de 256 Kbps por R$ 29,80 mensais.

Em Manaus, um plano de 600 Kbps (velocidade máxima disponibilizada pela Oi na região), custa a "bagatela" de R$ 429,90.

Convenhamos, no que depender desses preços e velocidades, manauaras e a grande maioria dos paulistas ficarão sem alugar filmes online (e muitas outras coisas que se faz apenas com a internet banda larga) por muito tempo.

É o fim das locadoras?

Sempre é precipitado demais afirmar que uma nova tecnologia acabará com outra. As locadoras estão aí faz décadas e continuam resistindo mesmo com o aumento da venda de filmes piratas (muitas vezes um filme pirata é mais barato que uma locação do mesmo disco original).

Contudo, não sejamos ingênuos ao afirmar que as locadoras tradicionais não sofrerão quedas de locação com o passar do tempo. A popularização da locação online mostra um caminho bastante claro: as locadoras que não se “adaptarem” a esse novo modelo de mercado da locação de filmes, estão fadadas a ficar de fora.

YouTube também aluga vídeos online

O maior portal de vídeos do mundo também não poderia ficar de fora e desde o final de abril e 2010 o YouTube também possui uma loja online. A partir dela os usuários podem alugar filmes, pagar via Google Checkout e assistir diretamente na internet.

Com preços variando entre US$ 0,99 e US$ 3,99, o site já disponibiliza lançamentos recentes, clássicos dos filmes independentes, além de catálogos. Posteriormente a loja do YouTube deve oferecer para locação programas de televisão e também filmes infantis.

Ao que tudo indica, esse é o principal movimento da Google para iniciar uma concorrência com a Apple na questão da disponibilização legal de filmes. Por meio de iTunes Store, a empresa de Steve Jobs vende e aluga filmes, shows e séries para usuários do AppleTV. O serviço do YouTube Store ainda não está disponível no Brasil.

E você, leitor do Baixaki, já realizou alguma locação online? Se já, relate sua experiência nos comentários e compartilhe com todos.

Cupons de desconto TecMundo: