Windows 11 está presente em mais de 5% dos PCs, indica estudo

1 min de leitura
Imagem de: Windows 11 está presente em mais de 5% dos PCs, indica estudo
Imagem: Microsoft/Divulgação
Avatar do autor

Um estudo do AdDuplex revelou que o Windows 11 já está presente em mais de 5% dos PCs com sistemas operacionais da Microsoft. O resultado mostra um considerável avanço em menos de um mês após o lançamento do produto.

Conforme os dados, 4,8% dos computadores estão executando o Windows 11 padrão, enquanto 0,3% usam a versão do Windows Insiders. As informações foram obtidas em uma consulta com cerca de 60 mil PCs.

Quadro com a porcentagem de uso das versões do Windows.Quadro com a porcentagem de uso das versões do Windows.Fonte:  AdDuplex/Reprodução 

O estudo AdDuplex não revela detalhes relacionados ao aumento percentual de usuários do Windows 11. Contudo, é possível imaginar que a campanha de marketing da Microsoft conseguiu atingir um número maior de consumidores.

Em setembro deste ano, uma pesquisa do instituto mostrou que a maioria dos usuários de PCs não estavam sabendo sobre o lançamento do programa. Além disso, o sistema operacional estava presente em pouco mais de 1% dos computadores.

Após a estreia do Windows 11, a big tech começou uma forte campanha em canais de TV e internet. A marca também fez projeções para divulgar o produto no famoso arranha-céu Burj Khalifa em Dubai e nos telões da Times Square em Nova York.

Para promover o Windows 11, a Microsoft coloriu o famoso arranha-céu Burj Khalifa em Dubai.Para promover o Windows 11, a Microsoft coloriu o famoso arranha-céu Burj Khalifa em Dubai.Fonte:  Microsoft/Divulgação 

Atualização “empurrada”

A Microsoft iniciou ações mais agressivas para forçar os usuários a aceitarem a atualização do Windows 11. O app PC Health Check, ou Verificação de Integridade do PC, está enviando novos avisos de que as pessoas têm máquinas compatíveis com o novo SO.

Mesmo com o esforço da empresa, a distribuição está sendo limitada pelos novos requisitos do sistema operacional. Além de exigir um chip de segurança TPM, o Windows 11 é oficialmente compatível com uma lista limitada de processadores.

Apesar da sede de alguns usuários para usar o novo sistema, certos analistas ainda aconselham que os usuários aguardem mais alguns meses para realizar o upgrade. Isso evitará que as pessoas tenham que lidar com os bugs iniciais da plataforma.

É importante citar que a Microsoft garantiu que o Windows 10 continuará recebendo suporte até outubro de 2025. Mais um motivo que justifica não ter pressa para a troca de sistema operacional.