Ao longo deste ano, vários caixas eletrônicos em Taiwan e na Tailândia foram alvos de um ataque coordenado por um grupo criminoso. A operação consistia em invadir as máquinas e programá-las para emitir todo o dinheiro guardado, que era recolhido no local por um membro da gangue.

Agora, a estratégia pode chegar aos Estados Unidos. Em um comunicado emitido pelo FBI, a agência federal americana informou que está monitorando as atividades de uma organização criminosa que tem intenções de atacar o setor financeiro do país.

O primeiro ataque desse tipo aconteceu em julho deste ano, em Taipé, capital de Taiwan. Na ocasião, foram roubados cerca de R$ 8,7 milhões simultâneamente por um grupo de 22 pessoas espalhadas pela cidade. A polícia local informou que a maior parte do dinheiro foi recuperada.

Caso foi ligado a malware russo

Esse caso foi ligado a um software russo usado por um grupo conhecido como Buhtrap, que também tentou utilizar a mesma técnica na própria Rússia. No entanto, será mais difícil tentar reproduzir esse tipo de crime nos Estados Unidos, já que o caixas eletrônicos de lá tendem a ser mais seguros e modernos do que os usados pelos bancos de Taiwan.

De acordo com uma reportagem da Fortune, investigadores especializados em segurança digital acreditam que os hackers conseguiram invadir computadores da sede de alguma empresa através de emails com phishing e instalaram o malware nas máquinas de lá para controlar os caixas.

Cupons de desconto TecMundo: