Células cardíacas afetadas por um ataque (Fonte da imagem: Discovery Magazine)

Um estudo publicado pela American Heart Association revelou uma descoberta surpreendente: fetos de rato são capazes de enviar células-tronco para auxiliar na recuperação do coração da mãe em caso de ataque cardíaco. O auxílio tem como objetivo recuperar o tecido danificado e preservar a vida de todos.

A pesquisa envolve altas doses de engenharia genética. O DNA de um grupo de ratos foi modificado para conter GFP, uma proteína fluorescente que fica verde quando submetida a luz negra em microscópio. Os cientistas, então, cruzaram animais naturais com outros retrabalhados geneticamente e induziram um ataque cardíaco na mãe.

O resultado de todo esse experimento foi a descoberta de células fluorescentes no coração das ratazanas grávidas, vindas diretamente dos fetos. As mães que sofreram ataque cardíaco apresentaram uma concentração oito vezes maior de GFP do que aquelas que não foram induzidas à doença.

A novidade se une a uma série de estudos já existentes sobre problemas do coração, inclusive um que indica que mulheres grávidas têm uma taxa maior de recuperação a ataques cardíacos.

Cupons de desconto TecMundo: