Apesar de a medicina contemplar a doação de órgãos há algumas décadas, muitas pessoas continuam a morrer pela falta de doadores. Seja por questões de incompatibilidade ou tempo, muitos dos que entram em filas de transplante nunca conseguem encontrar uma solução para seus problemas de saúde.

Nesse contexto, surge como uma ótima notícia o fato de que novas tecnologias permitiram que Stan Larkin, de 25 anos, sobrevivesse 17 meses sem um coração até conseguir encontrar um órgão compatível. O que tornou isso possível foi o sistema SynCardia Freedom Portable Driver, uma máquina que usa ar comprimido para bombear sangue pelo corpo de um paciente.

Sistema que bombeia o sangue para o corpo deve ser carregado em mochila

O equipamento foi criado para ser usado em casos nos quais há uma falha completa do sistema cardíaco, nos quais outros dispositivos não são viáveis. O gadget tem um tamanho considerável, o que fez com que Larkin tivesse que usar uma mochila para conseguir transportá-lo.

“Foi uma montanha-russa emocional”, afirmou Larkin em uma conferência de imprensa pouco após receber seu novo coração. “Eu fiz o transplante há duas semanas e eu sinto que posso correr conforme conversamos. Quero agradecer ao doador que se sacrificou por mim. Quero conhecer sua família um dia e espero que eles queiram me conhecer”.

Cupons de desconto TecMundo: