Importante: este artigo reúne pontos que mostram que a compra do Galaxy Note 7 pode não ser uma boa ideia, mas é importante deixar claro que os argumentos mostrados aqui não são direcionados a outros modelos da Samsung. Vale lembrar que o Galaxy S7 permanece como uma ótima opção para todos os consumidores.

Em agosto, a Samsung apresentou os detalhes de seu mais recente top de linha do mercado internacional: o Galaxy Note 7 — sucessor do Galaxy Note 5 no segmento de smartphones-phablets de alto desempenho.

Com processador de altíssimo desempenho e outros componentes de hardware capazes de colocar o dispositivo no topo dos rankings de benchmarks, ele ainda prometia uma TouchWiz renovada e muito mais qualidade para os consumidores.

Então é só fazer a conta: hardware de ponta, design bonito, recursos promissores e software melhorado... O resultado só poderia ser um verdadeiro sucesso de vendas. E realmente foi assim logo no começo, mas o problema é que o lançamento do aparelho foi bastante — com o perdão do trocadilho — explosivo.

Pois é... Como você já deve estar sabendo, muitas unidades do dispositivo explodiram em todo o mundo. Isso fez com que órgãos de aviação até proibissem que ele fosse utilizado em voos. Foi aí que veio o recall para corrigir os problemas, mas há indícios de que isso não seja o suficiente. E é por isso que trouxemos vários motivos pelos quais você não deve comprar o Galaxy Note 7.

Lançamento explosivo

Desde que os primeiros lotes do aparelho foram enviados para o mercado, já surgiram as reclamações de que o Galaxy Note 7 estaria apresentando problemas de superaquecimento e explosões. Parece algo grave quando falamos dessa forma, porque realmente não se trata de algo tão simples quanto falhas de firmware — que podem ser corrigidas com atualizações.

Um problema na fabricação das baterias é o grande vilão. A própria Samsung revelou: "com base em nossa investigação, descobrimos que há um problema com a célula da bateria. Um aquecimento extremo da célula da bateria acontece quando a ligação 'ânodo-para-cátodo' entra em contato, o que é um erro muito raro no processo de fabricação".

O alto número de casos preocupou consumidores de todo o mundo, fazendo com que a Samsung tivesse que se posicionar sobre o caso várias vezes. Isso se prolongou até que a empresa anunciou um recall global! Ou seja: os donos dos aparelhos teriam que enviar seus dispositivos de volta para a Samsung para que os ajustes de hardware fossem feitos e garantissem a segurança.

Aí ficou tudo bem, não é mesmo? Infelizmente, não!

Recall não garante 100% de segurança

Mesmo depois do recall da Samsung, há aparelhos que continuam apresentando defeitos no mercado. No final de setembro, vários consumidores relataram problemas de superaquecimento em seus dispositivos. Com isso, muitos deles ficaram preocupados imaginando que isso fosse um indício de que os novos lotes também poderiam explodir.

Apesar de a Samsung alegar que esse aquecimento é normal e não deve preocupar ninguém, um consumidor chinês não teve a mesma sorte que seus colegas. Isso porque a sua unidade do aparelho explodiu menos de 24 horas depois de chegar em sua casa — e, de acordo com a loja que a vendeu, tratava-se de uma unidade segura.

Será que esses são casos isolados ou o recall não será suficiente para impedir que novas unidades do Galaxy Note 7 sofram com os problemas da bateria?

Resposta da Samsung

“Em resposta a questões da bateria do Samsung Galaxy Note 7 vendido na China, contatamos os consumidores e realizamos detalhados testes técnicos, inclusive com o aval de auditorias especializadas e autônomas. A conclusão, de acordo com os resultados dos nossos testes preliminares, é que o aquecimento ocorreu a partir de uma fonte externa."

Você nunca vai usá-lo no avião

Isso pode parecer bobo para alguns, mas o Galaxy Note 7 é um smartphone pensado para quem usa o aparelho para trabalhar. E se você é um passageiro frequente em viagens de negócios, sabe muito bem que os dispositivos podem ser muito úteis na resolução de problemas durante os voos.

A ANAC já recomendou às companhias aéreas que não permitam o uso do Galaxy Note 7 em voos brasileiros

Pois se você usa um Galaxy Note 7, enfrentará horas de impossibilidade durante suas viagens. Isso acontece porque várias agências de aviação civil internacionais estão impedindo os consumidores de usar seus aparelhos dentro das aeronaves — o que inclui a ANAC, que recomenda às companhias aéreas que proíbam o uso.

Resposta da Samsung

“A Samsung tem preocupação com a segurança de seus consumidores e qualidade dos seus produtos e ressalta que o Galaxy Note 7 ainda não foi lançado no Brasil. A Samsung está ciente do posicionamento da ANAC sobre o uso e carregamento do Galaxy Note 7 durante os voos. Dessa forma, solicitamos que os consumidores que adquiriram um Galaxy Note 7 no exterior ou viajantes de passagem pelo Brasil desliguem seus aparelhos.”

Dificuldade de revenda

Talvez você não compre um smartphone pensando em revendê-lo, mas essa é uma prática bastante comum. São muitos os consumidores que aproveitam o bom estado de seus aparelhos para “passá-los pra frente” e conseguir uma grana a mais na hora de adquirir um novo produto.

Pois você deve imaginar que a imagem do Galaxy Note 7 não é a melhor do mundo. Logo... Você consegue imaginar alguém que aceite pagar o preço que um Galaxy Note 7 usado vai estar valendo daqui a um ano ou dois? Aliás... Você compraria um exemplar usado de um aparelho que sofreu tanto no início de suas vendas?

Galaxy S7 pode ser uma ótima pedida

Tá certo que o Galaxy S7 ou o Galaxy S7 edge não são exatamente a mesma coisa que o Note 7. Eles têm telas menores, menos recursos profissionais e não trazem a caneta integrada S Pen. Mesmo assim, a estabilidade do sistema e os bons recursos dele podem ser uma excelente pedida para todos os consumidores. Além disso, é bom dizer também que o S7 chega às lojas com preços bem mais acessíveis do que os esperados para o Galaxy Note 7... Isso se estes chegarem ao mercado brasileiro, não é mesmo?

Tamanho de Tela5.1 polegadas5.7 polegadas
Resolução de Tela2560 x 1440 pixels2560 x 1440 pixels
ChipsetQualcomm MSM8996 Snapdragon 820 / Exynos 8 Octa 8890Exynos 8890 (Global) / Snapdragon 821 (EUA)
Memória RAM4 GB de RAM4 GB de RAM
Capacidade de Bateria3000 mAh3.500 mAh
Armazenamento Interno32/64 GB64/128/256 GB

Posicionamento da Samsung

A Samsung tem o compromisso de produzir produtos de alta qualidade e, por isso, levamos cada relatório de incidente de nossos clientes muito a sério. Em resposta a casos relatados recentemente do Galaxy Note 7, realizamos uma investigação minuciosa e encontramos uma questão referente à bateria.

Até o dia 1º de Setembro ocorreram 35 casos que foram relatados globalmente e estamos atualmente realizando uma inspeção completa com os nossos fornecedores para identificar possíveis baterias afetadas no mercado onde os produtos já foram vendidos.

No entanto, como a segurança dos nossos clientes é uma prioridade absoluta para a Samsung, interrompemos as vendas do Galaxy Note7 nos países onde o produto já estava sendo comercializado. Para os clientes desses mercados que já têm um Galaxy Note 7, a Samsung voluntariamente substituirá o aparelho atual por um novo nas próximas semanas. Estamos trabalhando em conjunto com os nossos parceiros para garantir que a experiência de substituição seja a mais conveniente e eficiente possível.

A Samsung destaca que o produto ainda não foi comercializado no Brasil e seu lançamento no país será adiado. Esse processo visa garantir que a Samsung continuará a fornecer produtos da mais alta qualidade aos nossos clientes. Para mais informações a respeito do caso, por favor, entre em contato com nossa equipe de atendimento ao consumidor pelo telefone: 4004-0000 (capitais) e 0800-124-421 (demais cidades).

........

Será que vale a pena arriscar no Galaxy Note 7 ou optar por outros aparelhos seria a melhor opção?

Cupons de desconto TecMundo: