A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) emitiu um comunicado oficial com recomendações para que as companhias aéreas que atuam no país tenham alguns cuidados especiais com os seus passageiros que carregam smartphones Samsung Galaxy Note 7.

De acordo com o documento, os aparelhos transportados com os passageiros não devem estar ligados nem mesmo em modo avião. É pedido para que eles não sejam usados nem recarregados durante os voos — até que sejam substituídos os exemplares defeituosos.

É importante notar também que a ANAC não permite o Galaxy Note 7 seja levado em bagagens despachadas. Por isso, ele só pode ser transportado dentro da cabine e, novamente, totalmente desligado. O motivo para isso tudo você já sabe, não é mesmo? "Explosões everywhere!"

A nota da ANAC

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) encaminhou ontem (12/09) aos operadores de transporte aéreo do país recomendação quanto ao uso e ao transporte do smartphone Galaxy Note 7 em aeronaves.

Devido a diversos incidentes causados pelas baterias de íons de lítio do modelo da Samsung, em diferentes lugares do mundo, a Agência orientou que as empresas aéreas alertem os passageiros quanto aos riscos no transporte do aparelho nas aeronaves.

Galaxy Note 7 somente desligado e em bagagem de mão

No ofício, a ANAC sugere que passageiros e tripulantes não liguem nem recarreguem esse modelo dentro de aeronaves, até que a substituição dos aparelhos defeituosos seja realizada pela fabricante. A recomendação sugere, ainda, que o modelo Note 7 da Samsung não seja transportado por passageiros ou tripulantes em bagagens despachadas, mas sim somente em bagagem de mão e desligado.

Posicionamento da Samsung

Confira também a mensagem que a Samsung enviou à imprensa no dia 2 de setembro, ainda sem atualizações e sem menções diretas à situação de voos.

"A Samsung tem o compromisso de produzir produtos de alta qualidade e, por isso, levamos cada relatório de incidente de nossos clientes muito a sério. Em resposta a casos relatados recentemente do Galaxy Note7, realizamos uma investigação minuciosa e encontramos uma questão referente à bateria.

Até o dia 1º de setembro ocorreram 35 casos que foram relatados globalmente e estamos atualmente realizando uma inspeção completa com os nossos fornecedores para identificar possíveis baterias afetadas no mercado onde os produtos já foram vendidos.

No entanto, como a segurança dos nossos clientes é uma prioridade absoluta para a Samsung, interrompemos as vendas do Galaxy Note7 nos países onde o produto já estava sendo comercializado. Para os clientes desses mercados que já têm um Galaxy Note7, a Samsung voluntariamente substituirá o aparelho atual por um novo nas próximas semanas. Estamos trabalhando em conjunto com os nossos parceiros para garantir que a experiência de substituição seja a mais conveniente e eficiente possível.

A Samsung destaca que o produto ainda não foi comercializado no Brasil e seu lançamento no país será adiado. Esse processo visa garantir que a Samsung continuará a fornecer produtos da mais alta qualidade aos nossos clientes. Para mais informações a respeito do caso, por favor, entre em contato com nossa equipe de atendimento ao consumidor pelo telefone: 4004-0000 (capitais) e 0800-124-421 (demais cidades)."

Cupons de desconto TecMundo: