TikTok é o 1º app fora do Facebook com 3 bilhões de downloads

1 min de leitura
Imagem de: TikTok é o 1º app fora do Facebook com 3 bilhões de downloads
Imagem: Pexels/cottonbro
Avatar do autor

A plataforma TikTok chegou a uma nova marca de downloads. O aplicativo, contando as versões para iOS e Android — além do Douyin, que é a edição chinesa do serviço — agora acumula mais de 3 bilhões de instalações em todo o mundo. Os dados são da empresa de consultoria Sensor Tower.

O número é ainda mais impressionante ao perceber que o TikTok é somente o quinto aplicativo a chegar a esse feito, sendo que os quatro anteriores pertencem ao Facebook: o próprio app da rede social, o Messenger, o Instagram e o WhatsApp.

Ritmo acelerado

Ainda segundo a Sensor Tower, sem levar em conta jogos mobile, o TikTok foi o aplicativo mais baixado e que mais gerou receita no primeiro semestre de 2021.

Nesses seis meses, foram 383 milhões de downloads de "tiktokers" de primeira viagem, ou seja, que não tinham o app antes, e aproximadamente US$ 919,2 milhões gerados em gastos de usuários. A receita no segundo trimestre de 2021 foi o recorde da ByteDance, que já havia registrado um crescimento de 111% em 2020.

A taxa de downloads do TikTok por trimestre.A taxa de downloads do TikTok por trimestre.Fonte:  Sensor Tower 

Curiosamente, a taxa trimestral de downloads apresentou uma queda — mas só porque o ritmo de crescimento do app durante os primeiros meses de 2020, na primeira onda da pandemia da covid-19, foram ainda mais estratosféricos.

Vale lembrar ainda que, nesse período, a plataforma foi banida da Índia e ameaçada de proibição nos Estados Unidos.

O crescimento no app e a disparada em 2021.O crescimento no app e a disparada em 2021.Fonte:  Sensor Tower 

Em um relatório anterior do App Annie, o TikTok apareceu com destaque em outra categoria: a de tempo passado dentro do ambiente do aplicativo. Em vários países, incluindo nos Estados Unidos, usuários já ficam mais tempo na plataforma do que em serviços consolidados de vídeos, como o YouTube.