Índia bane TikTok e outros 58 apps chineses permanentemente

1 min de leitura
Imagem de: Índia bane TikTok e outros 58 apps chineses permanentemente
Imagem: TechSpot
Avatar do autor

Nesta terça-feira (26), o governo da Índia baniu 59 aplicativos chineses do país, incluindo as redes sociais TikTok e WeChat. Decisão teria ocorrido após a defesa insatisfatória dos responsáveis pelos softwares sobre fatores de segurança, como uso de dados e privacidade. Nesse contexto, as autoridades também afirmam que a natureza da coleta de dados está ligada a projetos comerciais e atividades contra o país.

A medida, apesar de prevista na Lei de Tecnologia da Informação da Índia na Seção 69A, pode estar relacionada à crescente tensão entre o país e a China. A disputa teve início no ano passado, quando nacionalistas indianos culparam o governo chinês pela recente pandemia da COVID-19. Desde então, a Índia já baniu cerca de 250 aplicativos chineses sob a acusação de "ameaça à soberania e integridade" do país.

Até o momento, ainda não foi revelada uma lista oficial com todos os aplicativos banidos, contudo, especula-se que aplicativos da Xiaomi, Alibaba e Baidu também foram afetados pela medida, além das redes sociais já citadas. Similarmente, a decisão deve afetar diversos jogos de produtoras chinesas pelo mesmo motivo.

O WeChat é um dos aplicativos mais populares da China, com quase 1 bilhão de usuários. (Fonte: Variety / Reprodução)O WeChat é um dos aplicativos mais populares da China, com quase 1 bilhão de usuários. (Fonte: Variety / Reprodução)Fonte:  Variety 

Considerando que a defesa e resposta dos desenvolvedores dos aplicativos não obteve sucesso, a medida não deve demorar para entrar em vigor. Além da proibição dos downloads pelas principais lojas de aplicativo, os usuários que já possuem acesso aos serviços chineses devem perder o privilégio em breve.

Índia bane TikTok e outros 58 apps chineses permanentemente