O Natal e o 13º estão chegando e, com eles, começam a aparecer as promoções miraculosas de aparelhos eletrônicos. Aquela graninha a mais que recebemos no final do ano é um ótimo motivo para nos animarmos a comprar uma TV nova. Mas é preciso tomar cuidado na hora de adquirir seu novo brinquedinho, pois existem vários tipos diferentes de produtos, que atendem a gostos, necessidades e, principalmente, bolsos diferentes.

Para você não cair no conto do vigário, fizemos este pequeno guia. Assim, você não se perde em meio a siglas estranhas, nomes bizarros e produtos — para não faltar com a educação — vagabundos. Mas, obviamente não adianta citarmos aqui determinado modelo ou marca de equipamento, pois o que é bom para alguns, pode ser uma péssima idéia para outros.

Custo X Benefício

A primeira coisa a ser levada em conta é quanto dinheiro você tem ao seu dispor para gastar, pois os preços de TVs novas variam muito. Se você pensa em comprar uma televisão gigante de tela plana e finíssima para montar um home theater, vá preparando o cartão de crédito, pois não vai ser barato.

Em contrapartida, existe uma oferta grande de produtos mais em conta, para quem não quer ou não pode comprar nada cujo preço esteja além da casa das centenas. Mas tenha muito cuidado quando for gastar seu precioso dinheiro com equipamentos eletrônicos muito baratos. Se uma televisão se diz igual a outro modelo muito mais caro, não é necessariamente mentira, mas o fabricante pode ter economizado demais em certos quesitos para poder concorrer com os gigantes.

Qual é o seu perfil?

O bom e velho tubo de imagem ainda tem espaço no mercado.Atualmente existem vários tipos de tecnologia disponíveis para as televisões. O mais antigo de todos, o bom e velho tubo de imagem, ou CRT (veja definição posteriormente neste artigo), que teve modernizações para poder competir com os padrões mais recentes, ainda povoa a maioria das residências brasileiras. Hoje, você pode comprar televisores CRT grandes e com tela plana a preços muito baixos.

Para quem só assiste o telejornal à noite e o futebol de sábado, as televisões CRT ainda são a opção indicada. Os fãs de seriados e filmes não precisam se desesperar, pois existem aparelhos conversores de sinal digital que tornam possível a utilização de TVs de CRT no novo padrão. A imagem não terá uma qualidade tão boa quanto a produzida por uma televisão preparada para isso, mas mesmo assim já haverá uma melhora significativa.

As televisões digitais possuem duas tecnologias, a LCD e a de Plasma. Falaremos das diferenças entre as duas mais adiante. No momento, vamos nos ater às características comuns e mais importantes dos dois tipos.

Capacidade de sobra

O item mais importante das televisões digitais é a capacidade de exibição. Quanto maior, melhor. Antes de comprar uma televisão desse tipo, procure os adesivos e informações impressas na TV, no manual ou mesmo pesquise na internet em busca de informações detalhadas. Geralmente há impressa uma informação do tipo “1080p Full HD”. O “1080” é justamente o número de linhas horizontais que a TV pode exibir. Esse número também pode ser chamado de “resolução”.

Esse texto impresso significa uma televisão com ótima resolução.No Brasil, apesar da grande capacidade do padrão digital, o sinal transmitido ainda está longe de chegar às 1000 linhas. Portanto, se você pretende assistir TV aberta ou alugar um DVD comum, comprar uma televisão muito avançada ainda é um luxo desnecessário. Já se você pretende assistir a filmes nos novos padrões HD-DVD e Blu-ray, uma televisão com capacidade de 1080 linhas vale a pena.

Conexões

Não adianta você ter uma televisão potente se a comunicação entre ela e o restante do equipamento é feita com cabos ultrapassados. Eles contam muito na hora de produzir imagens cristalinas e som de alta fidelidade. As televisões de LCD e Plasma costumam vir com vários tipos de conectores, mas o recomendável para que não haja perdas de qualidade é o HDMI, que já foi incorporado na maioria dos equipamentos com suporte a imagens digitais de alta definição.

Cabo HDMI e conectores.Apesar de ser aparentemente “só um cabinho”, o HDMI permite que o sinal digital que sai do transmissor — que pode ser um reprodutor de HD-DVD ou receptor de TV a cabo — permaneça digital no caminho até a sua TV. Se você utilizar outro tipo de conexão, o sinal será convertido para analógico e novamente convertido para digital pela televisão, o que fará com que a imagem perca qualidade.

Outra opção muito interessante é quando a TV vem com um conector DVI. Viciados em jogos, por exemplo, podem se divertir usando a televisão como um monitor de altíssima qualidade, através da conexão DVI.

Ângulo de visão

Um problema que não existe nas televisões de tubo de imagem, agora deve ter especial atenção com as TVs digitais. Você já deve ter percebido que, quando olha para uma televisão de tubo de imagem, não importa em qual ângulo você esteja em relação à TV, você verá a imagem com a mesma nitidez. Televisores LCD e Plasma utilizam uma forma diferente de propagar a luz e, por isso, dependendo do ângulo em que você se posicionar em relação ao aparelho, pode ser que você não veja imagem alguma.

Philips ambilight. Uma linda TV com efeito de luz ambiente.

Antes de decidir a televisão a ser comprada, tenha em mente o tamanho da sua sala e a posição em que as pessoas ficarão para olhar para a TV. Se você tem a certeza de que ficará sempre em frente à tela, não precisa se preocupar com o ângulo, mas se várias pessoas ficarão espalhadas pela sala para assistir, é importante que você verifique o tamanho do ângulo visível da televisão, antes de comprá-la. Quanto maior o ângulo, melhor.

As televisões mais atuais já estão com o problema do ângulo de visão praticamente resolvido. Já existem televisões com um ângulo visível de 180°, ou seja, mesmo se você estiver ao lado da TV, você enxerga a imagem perfeitamente.

Contra rastros, borrões e fantasmas

Quando você for à loja comprar sua televisão digital, procure saber qual é o TEMPO DE RESPOSTA. Quanto menor o tempo de resposta, mais rápido será o processamento da televisão, evitando que as imagens em movimento deixem rastros pela tela ou borrões que, apesar de sumirem muito rápido, são extremamente irritantes e desanimadores.

Especificamente nesse quesito, as televisões de LCD e Plasma costumam ter grandes diferenças. O tempo de resposta das televisões de Plasma geralmente é muito menor do que o das LCDs. Algumas televisões de Plasma têm o tempo de resposta de 0,001 ms (milissegundos), enquanto existem LCDs com tempo de resposta de 6 ms.

As telonas invadiram o mercado e estão cada vez mais baratas.

 

LCD ou Plasma?

Infelizmente a resposta para essa pergunta é: depende. Seria irresponsabilidade dizer que uma é melhor do que a outra, pois, como já explicamos, isso depende unicamente da necessidade do comprador. Há vantagens e desvantagens do Plasma em relação ao LCD, como por exemplo as manchas que começam a aparecer nas televisões de Plasma quando você assiste a programas com imagens estáticas.

Burn-in

Efeito burn-in em televisão de plasma. Perceba as manchas de letras na tela.Símbolos de redes de televisão ou jogos de vídeo game que têm informações fixas na tela provocam o chamado “burn-in”, termo que designa as manchas na tela que “queimam” os pixels que ficam fixos por muito tempo. Essas manchas não são necessariamente permanentes. Isso vai depender de quanto tempo a imagem ficou estática. Mas não é nada divertido desligar a TV e ainda continuar enxergando o que estava na tela. Dessa forma, as televisões de Plasma são uma ótima idéia para quem gosta de filmes, que raramente deixarão a sua tela sem movimento.

Outro problema é que as televisões digitais são, em sua grande maioria, no formato widescreen, ou seja, ao invés de serem em formato de quadrado, como as CRT, as digitais são retangulares, com a largura muito maior que a altura. Especialmente no caso das televisões de Plasma, isso por enquanto é um problema, pois os canais de televisão brasileiros ainda são transmitidos no formato quadrado, fazendo com que duas faixas pretas fiquem nas laterais da tela, causando o efeito burn-in.

O burn-in das laterais pode ser facilmente resolvido se você alterar o modo de exibição da televisão para o widescreen. Isso fará que imagens quadradas sejam esticadas para ocupar toda a extensão da tela. Logicamente isso distorcerá a imagem, deixando-a muito feia. Se você não tiver problema em assistir sua novela com os atores alguns quilos mais gordos, a televisão de Plasma não será problema.

As telas de LCD são ótimas para jogos de vídeo game e programas com imagens estáticas por várias horas. Na televisão de Plasma, para não manchar a tela, é recomendável que você assista no máximo uma hora e depois desligue a televisão para que os pixels que ficaram estáticos possam “descansar”. As telas de LCD são usadas em celulares, vídeo games portáteis, monitores e uma infinidade de produtos que costumam utilizar imagens fixas por várias horas. Ou seja, você pode utilizar uma televisão de LCD por quantas horas quiser sem que ela não manche.

Cores vivas

No quesito cores, a televisão de Plasma é superior à LCD, devido à forma como a luz é tratada. A televisão de plasma tem uma luz individual para cada pixel da tela. Diferente do LCD, que possui somente uma luz para a tela toda. Isso faz com que a televisão de Plasma trate individualmente cada pixel da tela, deixando as cores mais vivas e a imagem mais cristalina.

Resolução

Nitidez e resolução andam juntos, de mãos dadas. As televisões de Plasma tratam cada pixel de forma individual. Isso faz com que as imagens fiquem com as cores mais vibrantes, mas também limita o tamanho da resolução máxima suportada (lembre-se que resolução é a quantidade de linhas que a televisão é capaz de exibir). Pensando logicamente, as televisões de plasma processam os pixels individualmente, o que exige mais componentes e mais dinheiro para fabricá-las.

Trocando em miúdos, uma televisão de Plasma com uma resolução muito alta ficaria inviável. No caso das telas de cristal líquido, uma luz ilumina todos os pixels de uma só vez. Isso permite que sua resolução seja maior, ou seja, a televisão pode exibir mais linhas.

Consumo de energia

Justamente por tratar todos os pixels de uma só vez, as telas de LCD gastam 70% menos energia do que as televisões de tubo de imagem. Já os televisores de Plasma, por terem uma luz para cada pixel, gastam mais energia que televisões CRT.

Taxa de contraste

A relação entre o “branco máximo” e o “preto mínimo” que uma televisão digital consegue reproduzir é chamada de taxa de contraste. Quanto maior o contraste, maior a capacidade da televisão de exibir realismo nas cenas. Nessa área, o LCD ganha, pois sua tela não reflete tanta luz quanto as de Plasma em ambientes com muita luz. Porém, em uma sala totalmente escura, a televisão de Plasma exibirá imagens com mais brilho e contraste, dando mais profundidade.

Tabela comparativa

O LCD tem grandes vantagens em relação ao Plasma.

Bons conselhos

*Procure pessoas que já compraram televisões digitais. Veja o que elas relatam sobre suas experiências. A internet está aí para isso. Mas procure pessoas que realmente compraram e constataram o funcionamento dos dois tipos.

*Pergunte tudo: é obrigação do vendedor saber tudo o que o produto oferece.

*Faça um checklist: pense naquilo que você realmente precisa. Sua intenção é ver o campeonato brasileiro e a novela das oito? Jogar vídeo games e assistir a filmes em DVD, HD-DVD ou Blu-ray?

*Pesquise: cuidado com o excesso de animação na hora de comprar sua televisão. A loja ao lado pode oferecer um descontão no mesmo produto, ou mesmo uma condição de pagamento melhor do que a que você está.

*Busque lojas especializadas: se você pretende gastar muito, vale a pena procurar lojas só de eletrônicos, pois elas possuem funcionários mais preparados para explicar tudo o que você precisa saber para não errar.

Confusão de nomenclaturas

Do tubo de imagem à alta definição. Veja abaixo os nomes das tecnologias existentes hoje no mercado.

CRT – Sigla de “Cathode-ray tube”, ou “tubo de raios catódicos”. Esse era o tipo padrão de televisores e monitores antes do surgimento das novas tecnologias. No Brasil, os usuários de TVs e monitores de CRT ainda são maioria, mas isso tem mudado diariamente, com a popularização do Plasma e do LCD. O formato da tela tem a proporção 4:3 (4 de largura por 3 de altura).

LCD –Liquid Crystal Display” (tela de cristal líquido). Esse tipo de tecnologia já é utilizado há vários anos em produtos eletrônicos. Posteriormente foi aplicada aos monitores de computador, que foram uma revolução, pois eles só têm vantagens em relação ao CRT.

TFT –Thin-film Transistor” (transistor de película fina). É uma evolução do LCD. Os monitores com essa tecnologia também são chamados de “LCDs de Matriz Ativa” e são especialmente usados em Notebooks. Sua principal diferença técnica em relação ao LCD normal é que o TFT possui um transistor para cada pixel da tela, o que o torna mais versáteis e proporcionam maior qualidade de imagem. O seu tempo de resposta também é mais rápido em relação ao LCD comum.

Plasma – A tela de plasma é composta por várias células minúsculas que contêm uma mistura inerte de gases nobres. As células ficam alocadas no meio de dois painéis de vidro. O gás dentro das células é eletricamente transformado em plasma, que excita o fósforo e, por conseqüência, emite luz.

HD –High definition” ou “alta definição”. A tecnologia HD permite a criação e exibição de imagens com qualidade várias vezes superior à das televisões CRT, em telas muito maiores.

Full HD – Termo comercial para designar os televisores que suportam a resolução máxima disponível no mercado. Atualmente a resolução máxima é de 1080 linhas.

HDMI –High-Definition Multimedia Interface” ou “Interface multimídia de alta definição”. Cabo utilizado para transmitir o sinal digital para a sua televisão. Trata-se da melhor maneira de conectar dispositivos que transmitam imagens em alta definição.

LG Scarlet, uma das mais finas do mercado.

Conte-nos sua experiência

Se você já comprou ou conhece alguém que comprou uma televisão LCD ou Plasma, fique à vontade para usar os comentários deste artigo para compartilhar conosco aquilo que você gostou, o que não gostou, se teve algum problema, enfim, qualquer informação que você ache pertinente sobre o assunto. Mesmo que você tenha visto esse tipo de equipamento somente nas lojas, seu comentário será bem vindo para falar sobre as suas impressões a respeito da tecnologia que veio para ficar e provavelmente substituirá as nossas velhas televisões.

Cupons de desconto TecMundo: