Microsoft entra na corrida pelos carros autônomos com US$ 2 bi

1 min de leitura
Imagem de: Microsoft entra na corrida pelos carros autônomos com US$ 2 bi
Imagem: Reprodução
Avatar do autor

O futuro da mobilidade urbana acaba de ganhar uma nova protagonista. Nessa semana, a Microsoft anunciou que dedicará US$ 2 bilhões à Cruise, se juntando à General Motors, proprietária da marca desde 2016, na corrida pelo lançamento de carros autônomos.

Conhecida por veículos como o Origin e outros protótipos que já rodam pelas ruas de São Francisco (Califórnia), o valor de mercado da beneficiada, com o movimento, atingiu impressionantes US$ 30 bilhões – e ela tem entre seus investidores, também, a Honda.

Espera-se que, a partir da união, dispositivos desenvolvidos pela startup contem com o Microsoft Azure, plataforma destinada à execução de aplicativos e serviços em edge computing – um passo e tanto, uma vez que a conexão dos produtos exige trocas de dados constantes.

A distribuição do poder de processamento ajuda a reduzir latência e tem potencial de criar uma central mais eficiente e rápida.

Carros autônomos já passam por testes nos EUA e ganham aliada de peso.Carros autônomos já passam por testes nos EUA e ganham aliada de peso.Fonte:  Reprodução 

Acelerando a digitalização

Além das vantagens já citadas, o suporte da nuvem será vital para a concretização de um modelo de negócio de transporte alternativo, principal caminho para a lucratividade almejada pela Cruise.

Caso a empreitada seja bem-sucedida, usuários poderão solicitar um dos veículos autônomos implantados para coletá-los e levá-los a seus destinos, a exemplo do que oferecem Uber e outras, sem, entretanto, humano algum atrás do volante

Tudo isso requer um back-end capaz de gerenciar uma frota de maneira eficiente e de alertar sobre possíveis problemas em tempo real, assim como de atender a pedidos de manutenção ou serviços e de lidar com a carga regular de processos – o que será, aparentemente, fornecido pela Microsoft.

Plataforma da Microsoft deve expandir capacidades de veículos.Plataforma da Microsoft deve expandir capacidades de veículos.Fonte:  Reprodução 

Por fim, a GM, "para acelerar suas iniciativas de digitalização, incluindo colaboração, armazenamento, inteligência artificial e recursos de machine learning", também está tornando a Microsoft seu provedor preferido de nuvem pública.

A montadora planeja "explorar oportunidades com a Microsoft para agilizar as operações em cadeias de suprimentos digitais, promover a produtividade e trazer novos serviços de mobilidade aos clientes com mais rapidez."

Microsoft entra na corrida pelos carros autônomos com US$ 2 bi