Sandman tem quantos volumes? Veja a ordem de leitura da obra de Neil Gaiman

Imagem de: Sandman tem quantos volumes? Veja a ordem de leitura da obra de Neil Gaiman
Imagem: Vertigo/Reprodução

Conforme divulgado nos últimos meses, a Netflix está produzindo uma série baseada em Sandman, com diversos elementos vistos originalmente nos quadrinhos desenvolvidos por Neil Gaiman. Inclusive, o escritor britânico é um dos produtores-executivos do projeto e promete agradar a todos os fãs da obra.

Publicada pelo selo Vertigo, da DC Comics, no fim dos anos 1980, a coleção conta com cerca de 75 edições canônicas, além de spin-offs, prequels e graphic novels especiais. Diversos personagens conhecidos nesse universo ficcional surgiram em aventuras repletas de dinamismo e ilustrações impressionantes.

Saiba mais da ordem de leitura desses quadrinhos imperdíveis.

(Vertigo/Reprodução)(Fonte: Vertigo/Reprodução)Fonte:  Vertigo 

Sandman: por onde começar?

Apesar de as histórias terem sido criadas por Neil Gaiman, outras pessoas colaboraram no processo de escrita das revistas, como Sam Kieth e Mike Dringenberg. Já as peças gráficas e o design de personagens foram elaborados por um grupo grandioso, que inclui artistas como Jill Thompson, J. H. Williams III, Milo Manara, Bill Sienkiewicz, Dave McKean, Charles Vess, Miguelanxo Prado, Shawn McManus, Marc Hempel e Michael Zulli.

Ao mergulhar no mundo dos sonhos e dos pesadelos, as tramas foram construídas em torno da figura de Morpheus, também conhecido como Sonho, um dos sete perpétuos. Esse grupo, que é composto de Destino, Destruição, Desejo, Desespero, Delírio e Morte — irmãos de Morpheus —, consiste basicamente na representação antropomórfica desses sentimentos que auxiliam na manutenção da realidade.

O primeiro volume de Sandman apresenta o arco “Prelúdios e Noturnos”, de 1989, formado por oito edições. Vale destacar que esse e mais alguns dos primeiros arcos estão condensados na edição Sandman Definitivo, publicada no Brasil em capa dura pela Panini Comics.

(Vertigo/Reprodução)(Fonte: Vertigo/Reprodução)Fonte:  Vertigo 

A narrativa mostra a vulnerabilidade do protagonista enquanto tenta recuperar sua força. É curioso perceber que essa trama já apresenta alguns dos personagens que mais tarde se destacam ao longo das histórias, como Lúcifer, que ganhou a própria revista em quadrinhos.

Outras figuras conhecidas da DC também surgiram com participações especiais nas primeiras edições, como Senhor Milagre, Caçador de Marte, Etrigan, Wesley Dodds e até mesmo John Constantine.

Sandman: quantos volumes têm os quadrinhos?

Ao todo, Sandman conta com 75 edições.

Os arcos que vieram na sequência foram "A Casa de Bonecas" (da edição 9 à 16), considerada por muitos como a melhor das histórias de Sandman; "Terra dos Sonhos" (da edição 17 à 20); "Estação das Brumas" (da edição 21 à 28); "Espelhos Distantes" (da edição 29 à 31 e 50); "Um jogo com Você" (da edição 32 à 37); "Convergência" (da edição 38 à 40); e "Vidas Breves" (da edição 41 à 49).

"Fim dos Mundos" (da edição 51 à 56); "Entes Queridos" (da edição 57 à 69); "Despertar" (da edição 70 à 73); "Exílio" (edição 74); e, por fim, "A tempestade" (edição 75) também foram publicados. Se os leitores utilizarem essa linha narrativa, conseguirão compreender a história da forma como foi concebida originalmente.

Muito além da cronologia

Neil Gaiman também definiu o argumento de alguns spin-offs, como O Sonhar, focado na terra dos sonhos; Lúcifer, que apresentou o personagem da série da Netflix; O Teatro do Mistério, desenvolvido por Matt Wagner e Steven T. Seagle; e Dead Boy Detectives, de Toby Litt e Mark Buckingham com o protagonismo de Charles Rowland e Edwin Paine.

Já as minisséries e os especiais compreendem histórias únicas, como The Girl Who Would Be Death, lançada em 1999, que focou, ao longo de quatro volumes, a origem da personagem Morte e o grupo dos Perpétuos. A personagem, inclusive, foi a grande protagonista de outras histórias curtas publicadas durante os anos 1990.

Na categoria Sandman Apresenta, espécies de contos ilustrados também foram abordados, como um sobre Lúcifer, lançado entre março e maio de 1999. Nela, os autores Mike Carey e Scott Hampton trabalham com uma trama de investigação bastante empolgante para o Senhor do Inferno. No campo dos contos, 11 histórias foram publicadas.

(Vertigo/Reprodução)(Fonte: Vertigo/Reprodução)Fonte:  Vertigo 

Neil Gaiman conseguiu expandir ainda mais sua obra, criando seis graphic novels e dois romances em prosa. Os Pequenos Perpétuos, de 2001, foi a primeira delas, focada na infância dos personagens do grupo. Já os romances consistem em histórias aprofundadas sobre algum ponto específico não abordado nos quadrinhos. No quinto volume da edição definitiva, inclusive, há Sandman: Os Caçadores de Sonhos, de 1999.

Com todas essas possibilidades, fica evidente que, se a série da Netflix emplacar, haverá muitos arcos dramáticos para serem trabalhados de forma consistente pelos realizadores. Nesse sentido, a expectativa do público é bastante alta, tendo em vista que se trata de uma obra de grande potência narrativa com personagens cativantes e enredos misteriosos.

Portanto, fique ligado em todas as próximas novidades e não deixe de ler Sandman antes da estreia.

20% off
Imagem: Livro Sandman: Edição Especial de 30 Anos - Vol. 1, Neil Gaiman
Imagem: Tecmundo Recomenda

Livro Sandman: Edição Especial de 30 Anos - Vol. 1, Neil Gaiman

Gaiman criou uma história inesquecível sobre as forças que existem além da vida e da morte ao conectar mitologias antigas, folclore e contos de fadas com sua perspectiva única numa narrativa sem igual.

R$ 57,90

Fontes