O que a Apple criou e renovou em 2019

3 min de leitura
Imagem de: O que a Apple criou e renovou em 2019
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Especular o que a Apple vai inventar em 2020: o céu é o limite, porque a marca não ficou devendo nada no ano de 2019, das novidades (Apple TV+, Apple News+, Apple Arcade e Apple Card) aos ícones renovados e atualizados, como o iPhone e o iPod. Abaixo, você confere os principais dispositivos e serviços que a fabricante trouxe para o mercado em 2019 e o que mudou nos velhos conhecidos.

Inovação

Apple Card

Em uma parceria com o banco de investimentos Goldman Sachs, a Apple lançou seu primeiro cartão de crédito, vinculado ao Apple Pay e embutido no aplicativo Wallet.

(Fonte: Apple/Divulgação)

Apple TV+

A marca entrou no mercado de streaming com produções exclusivas como "The Morning Show" e "See" (série que mostra um mundo apocalíptico em que não falta cerveja)  – mas, infelizmente, elas não despertaram tanto entusiasmo como esperado.

(Fonte: Apple/Divulgação)

Apple Arcade

O Apple Arcade, lançado em setembro, dá acesso a centenas de jogos de grandes nomes como Cartoon Network, LEGO e Konami.

Apple News+

Diferentemente do Apple News (que mostra apenas conteúdo publicado na internet), o Apple New+ dá acesso a centenas de revistas como Rolling Stones, Wired, The New Yorker e Marie Claire, entre outras.

Mac Pro e Pro Display XDR

O novo hardware de ponta da Apple foi apresentado em agosto, mas somente chegou ao mercado em dezembro. O Mac Pro vem com o chipset Xeon com até 28 núcleos, 1,5 TB de memória, oito slots de expansão PCIe, 4 TB de armazenamento SSD e GPUs Radeon Pro Vega II Duo. Como complemento, o monitor Pro Display XDR (Retina 6K de 32 polegadas) oferece mais de 20 milhões de pixels. Ele tem preço inicial de R$ 56 mil (podendo chegar a mais de meio milhão de reais); por isso, evite usá-lo como ralador de queijo, por favor.

MacBook Pro 16'

O MacBook Pro de 13 polegadas ganhou a segunda atualização em novembro, mas o de 15 polegadas, não; ele foi substituído pelo tão aguardado modelo de 16 polegadas – molduras mais finas, tela maior, teclado tesoura (adeus, modo borboleta), chip gráfico AMD Radeon Pro 5000M, 64 GB de RAM e 8 TB de armazenamento.

Renovação

iPhone 11

Lançado em setembro, a nova família iPhone 11 chegou ao mercado com chips A13 atualizados, Haptic Touch e Face ID mais rápida. O recurso mais esperado (câmeras) fez bonito: lente tripla com grande angular, ultra grande angular e teleobjetiva, além do Modo Noturno para ambientes com pouca luz.

iPad Air e iPad Mini

O iPad Air de 10,5 polegadas foi lançado em março com o mesmo chip do iPad Mini (o A12 Bionic), tela Retina com True Tone e compatibilidade com o Apple Pencil e o Smart Keyboard da empresa.

(Fonte: Apple/Divulgação)

Por sua vez, o iPad Mini diminuiu de tamanho (tela de 7,9 polegadas) e também ganhou suporte para a Apple Pencil.

iPad 7

O dispositivo ganhou uma tela de 10,2 polegadas e um Smart Connector para fazer funcionar o teclado inteligente Apple. De resto, ainda tem a mesma câmera e o chip A10 Fusion.

(Fonte: Apple/Divulgação)

iMac

A Apple atualizou os iMacs 4K e 5K com novos processadores, mas manteve seu design tradicional.

AirPod e Powerbeats Pro

O mercado conheceu também em março a segunda geração dos AirPods, agora com um chip H1 e suporte para a Siri. Dois meses depois, os fones de ouvido wireless Powerbeats Pro chegaram, usando o mesmo chip H1 existente nos AirPods – mesmos recursos, mas sem carregamento sem fio.

iPod Touch

Por sua vez, o iPod Touch chega à sua sétima geração (uma atualização depois de muitos anos), rodando agora um chip A10 Fusion mais rápido. Esse que é um ícone na história da Apple continua com uma tela de 4 polegadas e corpo com um botão Início (mas sem Touch ID).

Apple Watch Series 5

As mudanças foram poucas, em comparação à série anterior (o chip é o mesmo). A mais significativa é que a tela agora permanece ativa.  Os novos modelos ganharam ainda opções de cores e pulseiras e mais aplicativos.

iOS 13

Dentre todas as novidades trazidas pela chegada do iOS 13 e seus derivados para os múltiplos dispositivos Apple (além do novo iPadOS 13) o macOS Catalina eliminou o iTunes em favor de aplicativos separados de música, filmes e podcast, e o watchOS 6 tem agora sua própria loja, com download direto para o relógio inteligente.

(Fonte: Apple/Divulgação)

Comentários

Conteúdo disponível somente online
O que a Apple criou e renovou em 2019