Qualquer pessoa “ligada” em assuntos da atualidade, mídia e, principalmente, informática, conhece o famoso programa da Adobe: Photoshop. É indiscutivelmente o melhor programa para se trabalhar com imagens, para o propósito que for.

Com o Photoshop é possível fazer qualquer tipo de transformações perfeitas nas pessoas. Inclusive você já deve ter acompanhado alguns tutoriais para Photoshop aqui no Baixaki.

Mas se você não estiver familiarizado com o programa pode ser um pouco difícil utilizá-lo. Por isso, esse guia vai mostrar as principais funções e fará com que você conheça melhor o programa até o final do artigo.


Organizando a sua área de trabalho e as janelas

Para começar, que tal ajustar a sua área de trabalho do Photoshop (workspace)? Isso permitirá que fique tudo mais organizado e seja mais fácil de trabalhar. Para isso, vá no menu Window > Workspace. Você verá uma porção de opções, para cada tipo de trabalho, como estilo básico, novidades, 3D avançado (o Photoshop CS4 tem edição 3D), automação, cores, pinturas, tipografias etc.

Enfim, é uma boa idéia explorar todas as áreas de trabalho individualmente depois, para você conhecer todas as janelas e como é o funcionamento do programa. Essa é a melhor maneira de aprender. Para esse guia nós vamos deixar a área de trabalho em Essentials (Default).

Sempre que você sentir falta de alguma janela você pode ir no menu Window e abri-la de novo. Ou então é possível reorganizar toda a área de trabalho de novo, em Workspace.


Como começar e/ou abrir uma nova imagem

Para começar uma nova imagem, basta ir em File > New. Você encontrará opções com modelos prontos de tamanho (A4, A3, Carta etc.). Senão, é só especificar os valores de altura (height) e largura (width).

Já para abrir um arquivo, é só clicar em File > Open. O Photoshop aceita uma verdadeira infinidade de formatos de arquivos de imagem, inclusive de outros programas. Aceita, por exemplo, arquivos que contenham informações de camadas.


Ajustes automáticos

Uma novidade nas últimas versões do Photoshop são os ajustes prontos para você usar. Ou seja, com um clique a imagem se transforma. Esses ajustes ficam em Adjustments, no lado direito da tela. Você pode, por exemplo, regular o brilho e o contraste, níveis de cor etc. Basta pousar o mouse sobre qualquer uma das opções para saber para que serve.

 


Conheça as ferramentas do Photoshop CS4

A barra de ferramentas fica bem no lado esquerdo da tela. Cada uma das ferramentas apresenta várias outras “escondidas”. Você precisa clicar em cima do botão e segurar para que apareçam as outras variações. Por exemplo, clicando em cima do laço você verá que há o Laço normal, poligonal e magnético.

1. Flecha — basicamente, com ela você arrasta itens selecionados pela tela.

2. Seleção — o retângulo de seleção é o padrão, mas clicando e segurando o botão em cima dele você verá que há formas diferentes, como elíptica, por exemplo.

3. Laços — são os melhores para se fazer seleções minuciosas em sua imagem. O Laço Poligonal liga-se ponto-a-ponto com linhas retas entre eles. Já o Laço normal é como se você estivesse desenhando, você deve clicar e arrastar pela imagem. O último é o Laço Magnético, que detecta diferenças e traços e realiza uma seleção quase automática.

4. Seleção por varinhas — duas ferramentas são muito utilizadas aqui, a varinha mágica (Magic Wand) e a seleção rápida (Quick Selection). A varinha seleciona uma região inteira da mesma cor cada vez que é clicada. Já a de seleção rápida vai selecionando conforme você clica e arrasta a ferramenta pela imagem.

5. Ferramenta de corte — é chamada de Crop Tool. Basicamente cria uma seleção retangular para corte da imagem. Ou seja, você seleciona uma parte da imagem que será mantida e o resto é excluído (sem deixar espaço). Também há as ferramentas para fatiar (Slice Tool).

6. Ferramenta conta-gotas — aqui há algumas ferramentas para auxiliá-lo durante a edição da imagem. A principal é a ferramenta de conta-gotas, que coleta amostra da cor e coloca na seleção da paleta. Você também encontrará uma régua de pixels (Ruler Tool), anotações (Note Tool) e um contador (Count Tool).

7. Remoção de Olho Vermelho — é a principal ferramenta aqui. Simplesmente permite que você, ao clicar sobre o centro de um olho vermelho, corrija o defeito da foto. Clicando nele você encontrará uma ferramenta muito importante e útil, a de remoção de manchas (Healing Brush). Essa ferramenta simplesmente permite que você clique sobre uma espinha e ela suma. Fácil assim.

8. Brush Tool — é o seu bom e velho amigo pincel. Traz opções para modificar a ponta no topo da tela (os brushes). As suas variações são o Pencil (lápis) e Color Replacement (para substituir uma cor).

9. Clone Stamp Tool — permite que você copie uma região da imagem e cole em outra. Funciona assim: segure Alt, clique em uma parte da imagem e solte Alt. O pincel se transformará em uma cópia da área que você coletou.

10. History Brush Tool — é a ferramenta para voltar no tempo. Por onde você passar o pincel, tudo voltará como era antes.

11. Eraser Tool — é até óbvio demais dizer que se trata da borracha, para apagar coisas da camada selecionada. No topo você pode alterar o tipo da ponta, em Brush. Com muita criatividade pode-se fazer coisas legais.

12. Gradient Tool — pode ser utilizada para criar efeitos com preenchimento gradual (degradê). No topo da tela você encontra as outras opções para o preenchimento, como o formato base e as cores usadas. Clicando e segurando o botão também vemos o Paint Bucket (o balde), para preencher toda a imagem com uma cor.

13. Smudge Tool — essa ferramenta funciona na base do clique e arraste. Serve para arrastar elementos pela tela, borrando eles. As variações aqui são a Blur Tool (para desfocar) e a Sharpen Tool (para dar nitidez).

14. Burn Tool — como o próprio nome diz, ela queima. É possível criar manchas e machucados realistas com essa ferramenta. Junto com ela você verá a Dodge Tool, que é exatamente o contrário da Burn, pois serve para clarear. Já a Sponge Tool tira parte da saturação cada vez que você passa em cima da imagem.

15.
Pen Tool  — cria marcações vetoriais tanto para você criar uma seleção na imagem como para desenhar. As suas variações são todas ferramentas que auxiliam a utilização da Pen (caneta).

16. Horizontal Type Tool — ao vê-la você já imagina que seja para escrever algo na tela. E é mesmo. Ao utilizá-la você verá uma barra para opções do seu texto no topo da tela. Há também a Vertical, que escreve de cima para baixo e duas outras variações que servem para criar máscaras com o texto escrito.

17. Path Selection Tool — seleciona elementos através de caminhos.

18. Retangle Tool — traz varas formas diferentes ao clicar e segurar o botão. Há retângulos com bordas arredondadas, elipses, polígonos, linhas e até formas geométricas personalizadas (Custom Shape), que podem ser escolhidas no topo da tela.

19. 3D Rotate Tool — gira a perspectiva em objetos tridimensionais.

20. 3D Orbit Tool — opções de visualização para objetos 3D.

21. Hand Tool — permite que você, ao clicar e arrastar, navegue pela tela do Photoshop.

22. Lupa — para dar zoom e ver melhor e mais detalhada alguma imagem. Boa para edições minuciosas, como ao usar recortes com o laço poligonal.

23. Paleta de cores — a primeira cor corresponde à cor da frente, e a outra à cor de trás. Podem ser escolhidas novas cores ao clicar sobre um dos quadrados.


Camadas (Layers)

As camadas são a essência para se utilizar o Photoshop. É com elas que você usará efeitos e criará montagens. O truque é sempre sobrepor uma camada sobre a outra. Por exemplo, quando você for modificar uma imagem, sempre duplique a camada para deixar a original intacta.

Cada camada tem opções de modo, opacidade (Opacity) e preenchimento (Fill). O modo é o que modificará o efeito causado sobre outras camadas. Por exemplo, se você criar uma camada com o Modo Cor (color), você poderá colorir a imagem de baixo ao pintar. Há também alguns Modos que controlam a iluminação, saturação e as cores.

O que importa aqui é realizar combinações diferentes de uma camada sobre a outra. Por exemplo: para criar um efeito suave você pode duplicar a camada principal, desfocar a camada duplicada (com um filtro de desfocagem) e modificar o seu modo para Overlay (sobrepor).


Blending Options (opções de mesclagem)

Se você clicar com o botão direito sobre uma camada encontrará a opção Blending Options. Também é possível acessar a opção dando um duplo-clique sobre a camada. A janela para as opções de mesclagem é dividida em partes no lado esquerdo dela:

Drop Shadow: cria uma sombra abaixo da camada. Você pode definir a opacidade, o ângulo, distância, tamanho e até a cor da sombra.

Inner Shadow: a sombra dessa vez fica para dentro da camada, dando a impressão de que está afundando para dentro da imagem de fundo. No caso de letras brancas, fica parecendo um recorte. Tem as mesmas opções que a Drop Shadow.

Outer Glow: faz sair um brilho ofuscado em volta da camada. Você pode regular a opacidade, cor e tamanho.

Inner Glow: a mesma coisa que o Outer Glow, mas faz o brilho de fora para dentro.

Bevel and Emboss: dá uma certa saliência para a camada. Você pode usar para criar letras “gordinhas”. É possível controlar o tamanho da saliência, a suavidade e o ângulo. Traz opções para contornar a camada em Contour e texturas em Texture.

Satin: cria uma espécie de fundo dentro da camada.

Color Overlay: muda a cor de preenchimento de toda a camada para uma de sua escolha.

Gradient Overlay: o mesmo que Color Overlay, com a diferença que você pode usar preenchimento em degradê.

Pattern Overlay: assim como as duas opções anteriores, preenche a camada. Essa opção permite que você escolha uma textura para o preenchimento.

Stroke: cria uma borda em volta da camada. Você pode escolher o tamanho da borda em Size, a cor e a opacidade.


Filtros

Todos os filtros são encontrados no menu Filter. Você verá que eles são divididos em 13 categorias, como: artísticos, de desfoque, distorção, ruído, nitidez, estilizar, textura etc.

A melhor maneira de escolher algum filtro que dê um efeito pronto é indo em Filter Gallery (nesse mesmo menu). É uma espécie de galeria com vários filtros que estão dentro do programa, divididos em suas categorias.

Clicando em cada um você tem uma prévia de como ficará a imagem com o efeito aplicado. Além disso, as próprias miniaturas já dão uma idéia do que o efeito faz. Ao selecionar um dos efeitos, os controles para regulagem aparecerão do lado direito. Basta arrumar como você quer que seja aplicado o filtro e clicar em Ok.

Como a galeria de filtros é somente para aqueles que criam certos tipos de efeitos, nem todos os filtros vão aparecer para serem escolhidos. Alguns, como os de desfoque (blur) só aparecerão através do menu Filter.

Liquify

Nesse menu você também encontrará uma ferramenta chamada Liquify (dissolver). Tecnicamente se trata de uma ferramenta para distorção. Mas pode ser usada para encolher ou aumentar coisas (barriguinhas salientes e bustos). É uma ferramenta que pode ser muito divertida, basta explorar as suas funcionalidades.

Por exemplo, você pode arrastar elementos de um lado para o outro (1), girar em espiral (2), encolher (3), aumentar (4) e até ondular (5). E essas são apenas algumas ferramentas. E é claro, não se esqueça de regular o tamanho, intensidade e a pressão do pincel no lado direito da tela. Afinal, é um pincel de distorção.


Ações (actions)

Lembra dos ajustes automáticos que funcionam a partir de um só clique? As ações funcionam da mesma maneira. São ações automatizadas que você mesmo grava (ou utiliza as do programa) para realizar modificações que você faz com freqüência.

Por exemplo, se você costuma azular e colocar bordas em todas as suas imagens (e não me pergunte o porquê), você pode gravar uma ação e executá-la toda vez que quiser fazer isso com outra imagem.

Isso tudo pode ser feito através do painel Actions. Se ele não está aberto, basta ir em Window > Actions. Você já encontrará algumas ações prontas que vêm com o programa. Uma delas é para criar uma moldura de madeira em volta da imagem. Basta clicar nela e no botão Play (localizado na parte de baixo da tela). Aguarde alguns instantes e pronto.

Para gravar uma ação utilize o botão para nova ação (na parte de baixo da tela). Assim que você der um nome para ela, a gravação começará e tudo que você fizer (tudo mesmo) será capturado pelo programa. Quando você terminar, clique em Stop. Então, a sua ação ficará lá sempre que você precisar dela.


Salvando a sua imagem

Para salvar o seu trabalho é só ir no  menu File > Save As. Você pode optar por salvar nos mais diversos formatos: o padrão do Photoshop (PSD), que guarda absolutamente todas as informações do seu trabalho, como as camadas divididas; JPEG, BMP, GIF e até mesmo PDF.


Agora, depois desse guia, definitivamente qualquer um pode ter ao menos uma idéia de como funcionam as ferramentas do Photoshop, sejam camadas, ações, filtros ou simples ajustes. É claro que é impossível incluir tudo que tem no programa em um simples e básico guia de uso, mas este contém o básico para qualquer um que quer começar. Boa diversão!

Cupons de desconto TecMundo: