Se você é assinante da Netflix certamente já deve ter se questionado sobre os motivos que levam a companhia a sugerir títulos que muitas vezes parecem não ter conexão nenhuma. Caso esteja nesse grupo, a empresa deu uma explicação referente a esse tema utilizando os heróis de “Os Defensores” como exemplo.

Segundo informações publicadas em seu site oficial, essas recomendações não são baseadas no gênero do título. Indo além disso, o algoritmo do sistema consegue observar personagens parecidos, enredos ou mesmo atores e diretores que apareceram no programa ou filme que você assistiu recentemente.

O algoritmo do sistema consegue observar personagens parecidos, enredos ou mesmo atores e diretores que apareceram no programa ou filme

Como é possível ver mais abaixo, aqueles que curtem temas que envolvem anti-heróis e ambiguidade moral como visto em “House of Cards” e “Bloodline” tiveram contato com “Demolidor”, enquanto quem gosta de um humor mais inteligente e curtiu “Jessica Jones” receberam essa indicação graças a “Orange is the New Black” e “Friends”.

Também foi mencionado que os que se sentiram atraídos pela ideia de “Luke Cage” foram espectadores de “Amanda Knox” e “Black Mirror”, ao passo que as indicações para “Punho de Ferro” vieram para quem acompanhou “13 Reasons Why” e “Love, Shameless”.

“Na Netflix, sabemos que gêneros são apenas uma aba, e é por isso que trabalhamos duro para criar algoritmos que ajudem os membros a quebrar essas noções pré-formadas e tornar mais fácil para eles encontrar histórias que certamente vão gostar, ainda que pareçam não ter ligação”, explicou Todd Yellin, vice-presidente de produto da empresa.

Cupons de desconto TecMundo: