É comum que sites pornográficos exibam uma mensagem sobre o seu conteúdo e perguntem aos usuários se eles têm, de fato, 18 anos ou mais. Contudo, não há qualquer forma de confirmar a legitimidade disso, afinal você pode confirmar a sua idade mesmo que não seja maior de idade. Mas isso vai mudar no Reino Unido.

O país europeu obrigará os sites pornôs a implementarem um sistema de verificação de idade até abril de 2018 sob o risco de terem o acesso bloqueado na Terra da Rainha. Mas como fazer isso? A forma mais provável é exigir a informação de dados do cartão de crédito, tal qual sites de apostas já fazem, mesmo que os serviços sejam oferecidos gratuitamente. A ideia é evitar que conteúdo de cunho sexual seja acessado por crianças.

Um órgão regulatório será responsável por supervisionar e aplicar sansões às páginas que violarem a lei e, ao que tudo indica, ele será o British Board of Film Classification (BBFC). A comissão britânica é atualmente responsável por definir a classificação indicativa de filmes no país europeu e, até há pouco tempo, fazia o mesmo em relação a jogos eletrônicos.

Proteção às crianças

“Tudo isso significa que, enquanto nós usufruímos da liberdade da web, o Reino Unido teráa as medidas de proteção infantil na internet mais robustas do mundo”, defende o ministro britânico Matt Hancock. Para o representante da organização Childnet, que defende a segurança das crianças na internet, “passos como estes, que ajudam a restringir o acesso, junto da oferta de controles parentais gratuitos e educação, são essenciais.”

Pesquisas apontam que 28% das crianças do Reino Unido encontraram pornografia por acaso na internet, enquanto 19% delas foram a sites com esse tipo de conteúdo de forma deliberada. Tudo isso é um grande problema segundo o NSPCC, pois o órgão alega que o consumo de pornografia por crianças e adolescentes pode prejudicar o seu desenvolvimento e a sua capacidade de tomada de decisão.

Cupons de desconto TecMundo: