(Fonte da imagem: Reprodução/Facebook)

Fato: o Facebook virou um local que ajuda a estreitar os laços entre professores e alunos. Porém, nem todas as instituições de ensino enxergam isso como algo bom – e esse é o caso que envolve uma escola em New Hampshire, nos EUA, da qual a docente Carol Thebarge, de 79 anos, pediu demissão após ser orientada a excluir estudantes da rede social. 

Segundo uma mensagem publicada em seu perfil, ela recebeu um ultimato da instituição na qual lecionava dizendo que deveria deixar de se relacionar com os alunos na rede social. Evidentemente ela não concordou, optando por pedir demissão e, de quebra, anunciar sua aposentadoria. 

“Esse foi um dia triste para mim. Não planejei encerrar minha carreira de 35 anos desse jeito. Os alunos amam meu perfil. Eu adoro compartilhar fotos de gatos, as conquistas dos meus netos e a sabedoria que adquiri ao longo de minha jornada”, escreveu Carol, que também comentou que essa não havia sido a primeira notificação recebida por ela – e, para continuar o seu relacionamento com os alunos, à época decidiu esconder sua lista de amigos. 

Falando ao site Huffington Post, Middleton McGoodwin, superintendente do distrito onde está a escola, afirmou que a política das redes sociais não permite que professores tenham contato com os alunos dessa forma. 

“Ser uma mulher atenciosa e amável não lhe dá imunidade para ignorar uma política da escola, que é criada para proteger a todos”, explicou McGoodwin.

Cupons de desconto TecMundo: