Aliar o esporte e a tecnologia é um desafio constante para os dois lados dessa parceria. Enquanto o interesse das companhias pelos dispositivos vestíveis continua crescendo, muitas ideias podem ser levadas ao campo para contribuir ainda mais para as competições esportivas. E, com a Copa do Mundo de Rugby acontecendo nas últimas semanas na Inglaterra, a agência de apostas Bwin preparou uma lista com alguns aparelhos tecnológicos que poderiam ajudar e muito os jogadores e fãs desse esporte.

São nove conceitos criados especialmente para ajudar em vários aspectos da partida. Das decisões táticas às maiores possibilidades de marketing, separamos aqui as ideias mais interessantes que podem trazer uma boa dose de tecnologia para o rugby.

1. Câmeras integradas

Quem não gosta de acompanhar a visão em primeira pessoa de um atleta famoso? Enquanto essa tecnologia é muito bem adaptada para a Fórmula 1, por exemplo, ainda não temos muitos exemplos parecidos dentro do gramado.

A ideia aqui é integrar uma microcamera na camiseta dos jogadores. Isso permitiria uma visão aprofundada para que os técnicos possam coletar dados e também orientar melhor cada um dos seus atletas.

2. Propagandas dinâmicas na camiseta

O marketing é uma das grandes fontes de renda para uma equipe. Embora o espaço nas camisetas para essa função seja limitado, é possível que uma vestimenta mais tecnológica permita que o número de patrocinadores seja muito maior no futuro.

Já imaginou uma camisa com animações dinâmicas e letreiros com LED? Esta é uma das ideias oferecidas pela agência de apostas.

3. Detector de concussões

Micro sensores e almofadas poderiam ser integrados nos equipamentos dos atletas de rugby para identificar os locais de colisão com muito mais facilidade.

Isso facilitaria o trabalho dos médicos, que poderiam também identificar o nível da fratura e tratá-la com mais rapidez e eficiência. O que acha dessa solução?

4. Pulseiras biométricas

Essa tecnologia já está disponível no mercado e está especialmente integrada com vários smartwatches atuais, como a linha Galaxy Gear, da Samsung.

Dessa forma, os clubes poderiam aproveitar e adaptar ela para refinar ainda mais a performance dos jogadores, acompanhando de perto o batimento cardíaco ou a pressão do sangue dos atletas.

5. Bola com GPS

Com um simples chip GPS dentro da bola, seria possível identificar com mais rapidez se a bola saiu ou não de campo.

Os árbitros agradecem.

6. Um árbitro, uma câmera

Falando nos árbitros, uma das ideias da agência propõe que os juízes também carreguem uma pequena câmera ligada ao seu microfone.

Além da visão única fornecida para os fãs do esporte, será possível entender melhor quais fatores levaram o juiz a tomar uma determinada decisão. Mas sem xingamentos por aqui, hein.

7. Lentes de contato especiais

Uma tecnologia com display em tempo real poderia acompanhar as lentes de contato e fornecer dados aos jogadores sobre as distâncias do campo, principalmente a respeito das áreas livres ao redor dos companheiros de equipe.

É bem possível que tal ideia não seja permitida durante as partidas oficiais, mas a prática com essas ferramentas pode ajudar aos jogadores a compreender melhor o espaço disponível para as estratégias dentro de campo.

8. Sensor no bocal

A hidratação é um dos problemas que os jogadores enfrentam durante as longas partidas. Afinal, com tanta movimentação em campo, é possível que um atleta perca o desempenho se estiver perdendo muito líquido.

Um sensor aplicado no bocal ajudaria a entender melhor esse fator para o time, identificando e até resolvendo esse desgaste dos jogadores durante os treinos e as partidas.

9. Adaptação para o terreno

Que tal agora se os atletas usassem chuteiras que se adaptam com as condições do campo? Se levarmos em conta o desenvolvimento da tecnologia com os oito itens anteriores, seria possível também que os calçados identificassem o terreno e ajustassem os pregos para aumentar a tração dos jogadores em situações desfavoráveis.

O que acha dessas ideias?

Cupons de desconto TecMundo: