A fabricante chinesa Vivo parece estar realmente interessada em se tornar o centro das atenções quando o assunto é inovação no mercado mobile. A empresa foi a primeira fabricante a apresentar um smartphone praticamente sem bordas e também sem notch, colocando a câmera frontal em uma “janelinha retrátil” e, agora, está apresentando sua nova tecnologia de biometria facial, a qual é 10 vezes mais precisa do que o Face ID da Apple.

Essa tecnologia se chama TOF 3D Sensing e consegue projetar 300 mil pontos de luz no rosto do usuário e, em seguida, medir o tempo que cada um deles demora para refletir de volta no sensor. Com isso, a empresa afirma que consegue uma precisão sem igual nesse sentido.

Combinando o TOF 3D Sensing com inteligência artificial, vamos continuar explorando novas possibilidades para um futuro melhor

“Combinando o TOF 3D Sensing com inteligência artificial, vamos continuar explorando novas possibilidades para um futuro melhor”, disse Alex Feng, executivo da Vivo, em um comunicado oficial da empresa. Feng fala sobre isso porque a nova tecnologia da marca pode ser muito mais versátil do que se imagina.

O TOF 3D Sensing consegue fazer leituras precisas mesmo a três metros de distância do seu objeto. Com isso, seria possível fazer leituras 3D de corpo inteiro para uma série de propósitos. A Vivo cogita criar um modo de “embelezamento” para fotos de corpo inteiro — talvez diminuindo uns pneuzinhos? —, além de permitir que usuários provem roupas em um ambiente virtual.

Infelizmente, ainda não há uma informação concreta sobre quando a companhia pretende colocar essa novidade em um aparelho que realmente chegaria ao consumidor final. Contudo, os executivos da marca chegaram a afirmar que o protótipo apresentado em Xangai não é apenas uma prova de conceito. Dessa forma, podemos esperar que a Vivo traga a novidade para o mercado em breve.