Elon Musk exibe novos propulsores 'Super Heavy' no Twitter

1 min de leitura
Imagem de: Elon Musk exibe novos propulsores 'Super Heavy' no Twitter
Imagem: Reprodução/Twitter/Elon Musk
Avatar do autor

Já não temos notícias do Super Heavy Booster, foguete desenvolvido pela SpaceX e uma das promessas para ambiciosas viagens espaciais, há algum tempo. Entretanto, Elon Musk, CEO da companhia, decidiu compartilhar, nesta terça-feira (3), em seu perfil no Twitter, materiais inéditos que exibem os novos propulsores.

Equipamento tem dimensões impressionantes.Equipamento tem dimensões impressionantes.Fonte:  Reprodução/Twitter 

Em sua postagem, o bilionário sugere que o equipamento está sendo montado para posterior lançamento orbital. Além disso, um vídeo mostra o equipamento posicionado sobre um enorme caminhão de transporte e quão impressionantes são suas dimensões.

Aliás, nota-se a presença de um funcionário da companhia acompanhando o processo, minúsculo ao lado do Super Heavy Booster. Confira!



Decisões técnicas

Sabe-se que o aparelho gigante será responsável por encaminhar naves Starship aos céus e, depois disso, finalizar missões com um pouso vertical – possibilitando o reaproveitamento de dispositivos com preços astronômicos.

Respondendo ao questionamento de um seguidor, Elon explica o motivo de as aletas da grade, estruturas pretas visualizadas na foto abaixo, não ficarem uniformemente espaçadas como as do foguete Falcon 9.

De acordo com o empresário, o controle de inclinação do Super Heavy Booster exige muito mais força, assim como a maior proximidade entre as aletas ou suas implementações em outros pontos do equipamento reduzem a eficácia de funcionamento. Logo, ajustes foram necessários.

Posicionamento das aletas se difere do de outros equipamentos da companhia.Posicionamento das aletas se difere do de outros equipamentos da companhia.Fonte:  Reprodução/Twiiter 

"No entanto, um controle aerodinâmico muito bom pode ser tecnicamente alcançado com apenas duas aletas de grade, com algum efeito na precisão", complementa o CEO – dando a entender que pesquisas relacionadas ao aprimoramento da tecnologia não pararam por aqui.