ISS superlotada não tem camas suficientes para todos os astronautas

1 min de leitura
Imagem de: ISS superlotada não tem camas suficientes para todos os astronautas
Imagem: NASA
Avatar do autor

Nesta sexta-feira (23), a missão SpaceX Crew-2 e seus quatro astronautas chegaram à Estação Espacial Internacional (ISS) com um dilema: onde dormir? Hoje o laboratório orbital possui sete leitos permanentes, mas já há sete tripulantes trabalhando lá em cima.

Dois dos novos habitantes da ISS poderão dormir dentro da cápsula da própria SpaceX, que ficará ancorada na estação, mas os outros dois terão que improvisar. No entanto, “o bom de dormir no espaço é que praticamente qualquer lugar pode ser seu quarto”, afirmou à emissora NPR o porta-voz da NASA, Dan Huot.

Dois desses astronautas irão dormir "no chão" da ISS (Fonte: Wikimedia Commons)Dois desses astronautas irão dormir "no chão" da ISS (Fonte: Wikimedia Commons)Fonte:  Wikimedia Commons 

Como é dormir na ISS?

Além disso, é preciso lembrar que, como a ISS está sempre orbitando a Terra, não há diferença entre dia e noite lá, sem contar que as luzes permanecem constantemente acesas. Dessa forma, cada astronauta só vai dormir quando estiver realmente muito cansado, o que pode ocorrer em horários diferentes.

Não é também totalmente correto dizer que não há camas porque, na verdade, lá não existem mesmo esses móveis. O que existe são algumas cabines acolchoadas presas a sacos de dormir. Como não há gravidade, os astronautas têm que amarrar seus braços, pernas e cabeça nas paredes para não saírem voando pelo laboratório enquanto dormem.

A boa notícia é que a “briga” por camas não irá durar muito tempo porque, na próxima semana (28), os quatro astronautas que chegaram em novembro passado voltarão à Terra. Até lá os dois membros da SpaceX Crew-2 poderão descolar um lugarzinho com os controladores de voo para tirar uma soneca. Como na ISS não existe em cima ou embaixo, até um cantinho no teto pode servir.

ISS superlotada não tem camas suficientes para todos os astronautas