Missão chinesa Tianwen-1 divulga primeira foto de Marte

1 min de leitura
Imagem de: Missão chinesa Tianwen-1 divulga primeira foto de Marte
Imagem: Reprodução
Avatar do autor

Nesta sexta-feira (5), a Academia Chinesa de Tecnologia Espacial divulgou novos detalhes a respeito da Tianwen-1 e da jornada de seu equipamento rumo a Marte. Além de destacar que concluiu com sucesso uma correção necessária ao funcionamento adequado do dispositivo utilizado, a quarta desde o início da navegação, publicou a primeira foto em tons de cinza do Planeta Vermelho, capturada com uma câmera de navegação a 2,2 milhões de quilômetros da superfície do vizinho da Terra.

No momento em que a imagem foi revelada ao público, a distância entre a espaçonave e seu destino havia se reduzido drasticamente, para apenas 1,1 milhão de quilômetros. No mais, a equipe à frente do projeto declarou que todos os sistemas estão em boas condições, mesmo a cerca de 184 milhões de quilômetros daqui – em uma viagem que já passou dos 465 milhões de quilômetros "rodados".

Quanto ao componente capaz de transmitir arquivos como o que você pode conferir logo abaixo, trata-se da TDC, uma câmera minúscula que, na verdade, não passa de um subsatélite munido de conexão sem fio. Mais registros certamente estão por vir. Dê uma olhada.

Foto de Marte capturada pela Tianwen-1.Foto de Marte capturada pela Tianwen-1.Fonte:  Reprodução 

O que já se sabe e o que se espera

Comparações com outros materiais já estão rolando pela internet, revelando a presença das planícies Acidalia Planitia e Chryse Planitia, do planalto de Ziwu, do poço Schiaparelli e do Valles Marineris, que, como o nome sugere, se refere a vales (1, 2, 3, 4 e 5, respectivamente).

Pontos já conhecidos podem ser identificados.Pontos já conhecidos podem ser identificados.Fonte:  Reprodução 

Inclusive, caso tenha curiosidade a respeito da aparência da Tianwen-1 no espaço, há outra foto, divulgada, também, pela Academia Chinesa de Tecnologia Espacial. Sua chegada ao território extraterrestre está prevista para daqui a cinco dias, em 10 de fevereiro.

Equipamento logo deve chegar ao Planeta Vermelho.Equipamento logo deve chegar ao Planeta Vermelho.Fonte:  Reprodução 

Depois de ficar algumas semanas em órbita, a desbravadora deverá, finalmente, pousar por lá, momento muito esperado por cientistas de várias partes do globo, que acompanham de perto o andamento de algumas outras missões que rolam por aí. O céu, definitivamente, já não é mais um limite para nós.