A Apple não gostou de uma brincadeira feita pelo desenvolvedor Benjamin Poynter. Ele lançou um game, chamado In A Permanent Save State, cuja trama fazia alusão aos eventos ocorridos na fábrica chinesa da Foxconn, em 2010, quando alguns funcionários cometeram suicídio.

A narrativa do jogo mostra a jornada espiritual de sete trabalhadores após cometerem suicídio. Depois de publicado na App Store, o jogo ficou menos de uma hora no ar, sendo removido logo em seguida. A Apple alegou que o título viola uma de suas diretrizes, que diz respeito a “apps que tenham como alvo ofender uma raça, cultura, governo ou corporação específica”.

Segundo o desenvolvedor, o jogo não foi construído visando agredir a empresa, mas sim com o propósito de provocar uma reflexão sobre o tema. “Eu quis relacionar a situação dessas pessoas jovens vítimas de estresse com o fato de que esse não é fim de tudo”, explicou Poynter em email enviado ao site The Verge.

Fonte: The Verge

Cupons de desconto TecMundo: