(Fonte da imagem: Tim Bradshaw)

O hacker da LulzSec preso na última quarta-feira (28 de julho) foi libertado nesta segunda-feira (primeiro de agosto) pela polícia britânica após o pagamento de fiança. Considerado como sendo a verdadeira identidade por traz do nome Topiary, que agia como porta-voz do grupo, Jake Davis foi liberado devido a sua idade (18 anos) e por ter um passado livre de outras acusações.

Na casa do hacker, a polícia encontrou informações sobre cerca de 750 mil pessoas, embora não tenham sido revelados detalhes sobre esses dados, embora tudo indique se tratar de endereços de email e documentos pessoais roubados. A justiça britânica acusa Davis de participação em crimes envolvendo invasões à Playstation Network, à Serious Organized Crime Agency e a diversos sites controlados pelo grupo News International.

Os advogados de defesa alegam que o jovem serviu somente como um porta-voz do LulzSec, e em nenhum momento se envolveu no processo de invasão dos endereços. Davis agiria somente com o objetivo de tornar público os ataques, como forma de aumentar a notoriedade obtida pelo grupo.

Embora o destino do porta-voz ainda esteja indefinido, o jovem foi proibido de acessar a internet através de qualquer meio, e não tem permissão de dormir fora da casa de seus pais. O hacker concordou em fornecer todas as senhas de acesso e detalhes de logins que tem sob seu domínio, embora tenha alertado aos investigadores que muitas dessas informações provavelmente já foram alteradas.