Quando uma empresa lança uma nova gerações de aparelhos, é natural que as versões anteriores sofram redução nos preços. Porém, a Apple do Brasil aproveitou a chegada do iPhone SE e do novo iPad Pro para fazer uma modificação diferente.

Para variar, o preço de alguns produtos aumentou. No caso, a vítima da vez é o iPod: as três variantes disponíveis do reprodutor de músicas passaram por um reajuste e, embora a procura não seja mais a mesma, viraram itens ainda mais de luxo. A instabilidade do dólar e o baixo valor do real lá fora podem ser os motivos.

O iPod Shuffle sofreu um aumento de 25,1% no preço, enquanto o modelo iPod nano agora custa 22,9% a mais. Os modelos iPod Touch, que são os mais caros, sofreram reajustes parecidos — a ponto do modelo mais caro custar praticamente o mesmo que um smartphone top de linha.

O serviço de garantia estendida AppleCare também sofreu um aumento pesado. No caso dos iPads, ele passa de R$ 179 para R$ 499. A lista completa do reajuste foi listada pelo Macmagazine.