Desde que a Apple lançou seus badalados iPhone 6s e iPhone 6s Plus, parece haver uma discussão interminável sobre se o recurso de 3D Touch é realmente útil ou se não passa da boa e velha “perfumaria” da nova linha de smartphones. Independentemente disso, é fato que parceiros, colaboradores e desenvolvedores em geral estão quebrando a cabeça para fazer bom uso da tecnologia. Por mais irônico que seja, pode ter sido a Google a criar uma das utilizações mais criativas para a ferramenta.

Embora seja concorrente direta da Empresa da Maçã no segmento mobile – no quesito hardware e sistema operacional –, a companhia capitaneada por Sundar Pichai age como fornecedora de aplicativos para praticamente todas as plataformas, incluindo o iOS. Assim, por meio de uma atualização em seu app básico na App Store na última terça-feira (2), a Google agora permite que os donos de celulares da Apple possam usar pressionadas fortes na tela do aparelho para alimentar seu lado curioso.

O processo é bem simples e deve render bons momentos de diversão. Basta utilizar o 3D Touch no ícone do programa para que uma nova opção surja no menu de contexto: "I'm Feeling Curious" (“Estou me sentindo curioso”). Ao selecionar essa função, o software é iniciado e traz automaticamente um questionamento aleatório, daqueles que você geralmente tem vergonha de perguntar em público, como “Quantos cabelos há na sua cabeça?” ou “Os cangurus não conseguem mesmo andar para trás?”

Como não se trata de um quiz, a brincadeira já vem com a resposta e oferece até um botão para que você possa continuar adquirindo conhecimento – mesmo que ele possa não ser tão útil no dia a dia. A ideia com a tecnologia 3D Touch é reproduzir nos iPhones top de linha uma funcionalidade idêntica à implementada no ano passado no buscador web da Google. Infelizmente, assim como seu irmão mais velho, o recurso só está disponível no sistema em inglês, ainda sem data para chegar à versão brasileira do app no iOS.

Nada ainda na edição nacional do aplicativo.

Quanto tempo você perde procurando besteiras no Google? Comente no Fórum do TecMundo!