Imensamente populares na internet, os eSports começam a invadir cada vez mais os meios de comunicação tradicionais. Prova disso é que a ESPN anunciou a criação de uma nova divisão em seu site oficial totalmente dedicada a cobrir o meio — algo que surge de forma um tanto natural, visto que a emissora já cobriu diversos torneios de games nos últimos anos.

Embora do ponto de vista financeiro a decisão faça sentido, ela também parece indicar uma mudança na visão dos executivos responsáveis pelo canal. Em setembro de 2014, o presidente da ESPN, John Skipper, afirmou que “eSports não eram um esporte, mas sim uma competição” pouco após o fim da transmissão do International 4, que reuniu algumas das melhores equipes de DoTA 2 da época.

Entre os responsáveis pela cobertura especializada estão os escritores Rod “Slasher” Brelau (ex-TheScore Esportes) e Tyler “Fionn” Erzberger (ex-LOLEsports). A nova divisão vai ser liderada por Darin Kwilinski, que continua desempenhando suas funções no Azubu, sistema de streaming que compete com o Twitch.

Mercado em expansão

A nova divisão já está trabalhando na cobertura do League of Legends Champioship Series, que ocorre durante este fim de semana. “Os fãs vão encontrar o mesmo nível de conteúdo de  qualidade e jornalismo que os usuários da ESPN.com já esperam, incluindo análises aprofundadas do mundo dos games competitivos e o acompanhamento dos maiores torneios”, afirmou o editor-chefe do site e da ESPN The Magazine, Chad Millman.

O anúncio surge poucas semanas após a Activision-Blizzard anunciar a compra da Major League Gaming, negócio que movimentou US$ 46 milhões. Segundo previsões da Deloitte, o segmento deve movimentar US$ 500 milhões somente em 2016, marca que tende a crescer em anos posteriores.

O que você pensa sobre o crescimento dos eSports? Comente no Fórum do TecMundo