No final do mês de novembro, o instituto Datafolha realizou uma pesquisa encomendada pelo IEEE — uma das maiores organizações profissionais do mundo, “dedicada ao avanço da tecnologia para benefício da humanidade” — para verificar quais os objetos tecnológicos que mais chamam a atenção dos consumidores brasileiros. O objetivo era definir os dispositivos mais influentes na sociedade brasileira.

E como já era esperado, o objeto que mais foi citado pelos entrevistados foi o smartphone, conseguindo nada menos do que 25% dos votos — margem que aumenta para 35% se forem analisados somente os mais jovens.  Na segunda colocação surgiram os apps de saúde, com 22%. Logo em seguida, duas categorias tiveram 18% e fecham o pódio lado a lado. São “tablets”, “carros elétricos e veículos híbridos”.

De acordo com o IEEE, também figuram como tendências para o próximo ano: notebooks (15%), drones (15%) e tecnologia para implante em humanos (15%), automação residencial (14%), aparelhos digitais de música ou aparelhos sonoros digitais (12%), impressoras 3D (12%), robôs (11%) e realidade Virtual (9%).

Supérfluos

A pesquisa não foi focada apenas em aparelhos que serão a tendência, mas também no que será supérfluo durante este ano. Entre os entrevistados, 17% deles afirmam que câmeras digitais podem ser deixadas de lado; em seguida surge os players de mídia com 12%. Na terceira posição: robôs, notebooks e tablets aparecem empatados com 8%.

Carros elétricos ainda são um sonho

O Datafolha também verificou quais são as tecnologias que os consumidores mais sonham em ter no cotidiano. Entre os entrevistados, os carros elétricos e híbridos foram os mais mencionados e conseguiram 16% das respostas. A segunda colocação ficou com os apps de saúde (15%) e os smartphones top de linha fecharam a lista com 14%.

......

Qual será o gadget do ano em 2016? Comente no Fórum do TecMundo