(Fonte da imagem: Reprodução/BGR)

Irritado com as críticas feitas ao Windows 8, o Vice-Presidente de Comunicações Corporativas da Microsoft, Frank X. Shaw, escreveu um texto no qual rebate os argumentos de quem afirma que o sistema operacional é um fracasso. Segundo o executivo, veículos têm usado de sensacionalismo e hipérboles para criar uma imagem falsa da plataforma.

Shaw se refere principalmente a artigos recentes do Financial Times e do The Economist, que afirmam que a possível volta do “Botão Iniciar” é sinal de que a empresa está dando um passo atrás em sua filosofia de trabalho. O executivo afirma que as publicações fizeram essas afirmações mais como uma forma de gerar tráfego do que com a intenção de oferecer a seus leitores uma análise ponderada sobre a situação.

No entanto, ele afirma que, em um âmbito mais geral, as reclamações feitas por clientes têm um impacto positivo sobre a companhia. “No geral, ouvir respostas e melhorar um produto é algo bom”, escreveu ele. “Diabos, houve um tempo em que reconhecer que você estava atento a reclamações e fazendo algo sobre isso era considerado algo bom”, complementa.

Shaw finaliza o texto afirmando que a Microsoft já vendeu mais de 100 milhões de licenças do Windows 8, desempenho semelhante ao apresentado com o Windows 7 durante o mesmo período após seu lançamento. Porém, ele admite que os números ainda estão abaixo do que era esperado pela organização, embora esteja longe de considerar o produto um fracasso.

Cupons de desconto TecMundo: