Teoria: seriam todos os jogos do Mario apenas encenações?

2 min de leitura
Imagem de: Teoria: seriam todos os jogos do Mario apenas encenações?
Imagem: Nintendo
Avatar do autor

Após falar sobre a possível ligação entre The Legend of Zelda: Majora’s Mask e os cinco estágios do luto, estamos de volta com mais uma teoria que tem como centro uma franquia da Nintendo — e, na verdade, a sua mais antiga e estrelada pelo personagem-símbolo da companhia.

Dessa vez, vamos conferir uma ideia que já roda a rede há algum tempo: a de todos os jogos estrelados por Mario, do NES ao Switch, serem apenas encenações.

O que já sabemos?

Apenas para recapitular, essa ideia de que todos os games estrelados pelo bigodudo são encenações não surgiu do nada. Muitos fãs chegaram a cogitar por um tempo o fato de que Super Mario Bros. 3 para NES, por exemplo, poderia ser direcionado dessa forma por conta da composição dos estágios (muitas plataformas aparecem parafusadas, é possível passar para o fundo do cenário e até a cortina que se abre no início do game). E, no caso deste, tudo foi confirmado pelo próprio Shigeru Miyamoto.

Outro que acaba recebendo uma espécie de confirmação direta na própria jornada é Super Mario Bros. 2, também lançado para o console 8 bits da Nintendo. Ao concluir a jornada, podemos ver que toda aquela aventura não passava de um sonho em que Mario, Luigi, Peach ou Toad presenciaram momentos com inimigos variados e diferentes.

Detalhes percebidos pelos fãs

Com isso em mente, alguns fãs começaram a observar outros games da franquia mais antiga da Big N e em que ponto eles realmente poderiam ser considerados como eventos fictícios. E, ao menos para alguns deles, a comunidade encontrou explicações, e citaremos algumas delas a seguir:

  • Super Mario World 2: Yoshi’s Island: conforme a compreensão de alguns, os eventos aqui seriam uma história contada para uma criança que está quase dormindo, explicando até mesmo o estilo gráfico um pouco mais infantilizado (com traços de giz de cera, por exemplo).
  • Super Mario 64: a presença de Lakitu seguindo Mario com uma câmera faz muitos acreditarem que este título é uma espécie de programa de TV, ainda mais quando percebemos que os estágios são considerados “episódios” (Super Mario Sunshine também se enquadraria nesta possibilidade por nomear suas fases da mesma forma).
  • Super Mario Galaxy 1 e 2: mais um caso de títulos que poderiam cair na classificação de história contida em um livro para crianças que está sendo encenado por Mario, Rosalina e companhia.
  • Paper Mario: como o próprio nome dá a entender, todos os títulos dessa subfranquia seriam histórias presentes em livros.

Sempre válido lembrar que, ao menos no caso desses, não há nenhum tipo de confirmação oficial da parte dos criadores, e muitos outros títulos em que o Mario se apresenta de outra forma que não saltando em plataformas (como Mario Party, Mario Kart e até mesmo os demais títulos esportivos) também seriam grandes encenações.

(Fonte: Nintendo/Divulgação)(Fonte: Nintendo/Divulgação)Fonte:  Nintendo 

Outro ponto digno de nota nesse sentido seriam os jogos nos quais Mario e Luigi aparecem tanto em sua forma adulta quanto como bebês — o que seria humanamente impossível, se pensarmos de uma maneira mais fria.

E você, acredita em tudo isso? Todos os personagens da série Mario são apenas atores representando diversos papéis? Quais são os seus palpites sobre cada um dos títulos estrelados pelo encanador de vestes vermelhas e a trupe do Reino dos Cogumelos?

Compartilhe a sua opinião no espaço mais abaixo destinado aos comentários, e não esqueça de conferir também os nossos artigos que tratam de outras duas teorias famosas: a de Crono ser uma representação de Jesus Cristo em Chrono Trigger e a batalha final de Final Fantasy VI (ou III, como ficou conhecido aqui no Ocidente) ser uma recriação de A Divina Comédia.

Fontes