Fortnite: Google vai ao tribunal contra a Epic Games

2 min de leitura
Imagem de: Fortnite: Google vai ao tribunal contra a Epic Games
Imagem: Epic Games/Divulgação
Avatar do autor

Depois de ir ao tribunal contra a Applee perder —, a Epic Games agora tem outro adversário na corte norte-americana. Desta vez a briga vai ser com o Google, que está processando a desenvolvedora de Fortnite.

O problema começou em agosto do ano passado, quando a Epic deliberadamente aplicou um hotfix em seu popular battle royale, possibilitando aos jogadores efetuarem compras no jogo a preços mais em conta. Este desconto nos valores cobrados na loja do game não era simplesmente um presente da Epic: a empresa estava pulando uma etapa no processo de pagamento, se esquivando do intermediário e sua taxa de 30% sobre transações financeiras.

Assim, sem cobrar a porcentagem extra, a produtora podia oferecer preços mais baratos na compra de V-Bucks e pacotes na loja do game. Apple e Google não demoraram a perceber o ocorrido, e logo removeram o battle royale de suas respectivas lojas de aplicativos. A Epic buscou resolver a treta nos tribunais, acusando a Apple de monopólio em sua App Store, mas acabou perdendo a disputa.

E agora é a vez da gigante das buscas tomar a dianteira. Em antecipação à nova batalha judicial, empresa entrou com um processo contra a Epic, alegando que a quebra de contrato foi intencional.

Segundo a corporação, a criadora do battle royale não apenas teria quebrado o acordo de distribuição para desenvolvedores (DDA), mas também teria enriquecido às custas da Play Store e exposto a loja de aplicativos a potenciais e perigosas falhas de segurança.

"Como resultado direto da quebra de contrato da Epic, o Google foi prejudicado, incluindo a perda da 'taxa de serviço' do DDA em nível global, e o ecossistema do Google Play foi prejudicado porque o hotfix potencialmente expôs uma vulnerabilidade de segurança que poderia ser explorada para propósitos ainda mais nefastos", diz o texto do processo. A informação é do Video Games Chronicle.

Jogo ainda pode ser instalado no Android via APK do instalador da EpicJogo ainda pode ser instalado no Android via APK do instalador da EpicFonte:  Epic Games/Divulgação 

Ainda não sabemos como isto vai se desenrolar. Mas, se levarmos em consideração o resultado do embate com a Apple, o futuro não parece muito bom para a Epic Games na corte dos Estados Unidos. Não apenas a empresa perdeu o processo como também continua banida da App Store por um período que pode durar anos.

A perda da briga judicial contra a criadora do iPhone teria impactado a Epic o suficiente para a empresa buscar novas formas de monetizar seu jogo de maior sucesso. Afinal, de acordo com informações do site The Information, a desenvolvedora estaria estudando a possibilidade de entrar no mercado de filmes de animação, potencialmente usando um filme de Fortnite como pontapé inicial.

A nova disputa contra a empresa de buscas pode resultar em um baque ainda maior e ser bem mais difícil de ganhar. Diferente da Apple, que só permite o uso da App Store em seus dispositivos, no Android é possível utilizar uma grande variedade de lojas de Apps além da Play Store, sendo possível instalar até mesmo APKs baixados na internet. Ou seja, a Epic não poderá alegar monopólio no ecossistema dos dispositivos Android.

Embora esteja banido da Google Play, ainda é possível instalar Fortnite no Android baixando o instalador no site da Epic.