O ano de 2011 foi cheio de novidades arrasadoras para o mundo da tecnologia. Vários games foram lançados, o Android cresceu, o Windows 8 foi confirmado e muitos novos smartphones e tablets chegaram ao mercado. Mas nem só de coisa boa a tecnologia viveu neste ano. Muitos problemas fizeram parte dessa história.

As falhas vão desde a queda de servidores até o encerramento das atividades de alguns departamentos de empresas. O Tecmundo reuniu os “fails” mais incríveis do ano e os trouxe neste artigo, junto com os motivos para que eles fossem selecionados. Vamos ver se você concorda com as nossas escolhas.

1. PSN Hackeada

Uma das maiores redes de jogos online do mundo sofreu uma queda gigantesca. A PSN (PlayStation Network) foi hackeada e cerca de 77 milhões de contas tiveram seus dados expostos para os invasores. Os responsáveis pelo ataque foram os hackers do grupo Anonymous, que exigiam mais liberdade na utilização da plataforma.

O sistema ficou fora do ar por quase um mês, batendo todos os recordes de tempo de inutilização. Até mesmo a Sony reconheceu que a demora na estabilização foi muito além do que se esperava. Por isso, a empresa criou o “Welcome Back”, que deu um mês de acesso grátis aos recursos pagos da PlayStation Plus e dois games completos da PlayStation Store para cada conta.

2. HP TouchPad

Muitas empresas investiram pesado no mercado de tablets. Várias fabricantes optaram pela utilização do sistema operacional Android, mas a HP decidiu que precisava de uma plataforma própria. A empresa comprou o sistema PalmOS e mudou o seu nome para WebOS, apostando todas as fichas que tinha para produzir um tablet inovador.

(Fonte da imagem:divulgação/HP)

Assim surgiu o HP TouchPad, que ficou menos de um mês nas lojas e já foi retirado de circulação. Muitos acusaram a HP de ter produzido um sistema operacional fraco demais para o que se espera de um tablet, mas alguns desenvolvedores mostraram que o problema era mesmo o aparelho.

3. Novo design dos serviços Google

O Gmail e alguns outros serviços da Google sempre ganharam muitos pontos por permitirem que as pessoas utilizassem temas em suas interfaces. Mas nos últimos meses nós vimos o design de boa parte deles sendo remodelada e as antigas possibilidades sendo cortadas para todos.

Uma das perdas mais significativas está na interface do Gmail, que agora acompanhará as mesmas formas da rede social Google Plus. Pouca gente realmente gostou das alterações no sistema, que conta com temas muito mais limitados do que os existentes na versão anterior.

Ainda em relação à Google, o Plus parece não ter sido uma boa ideia. Mesmo com boas tentativas, ele continua bastante atrás do Facebook e nem mesmo os engenheiros da empresa de Mountain View parecem gostar do produto criado.

4. Facebook e a falta de privacidade

Ainda falando em redes sociais, o Google Plus não foi o único a receber críticas. O Facebook continua crescendo rapidamente, mas muitos adeptos reclamam constantemente da “invasão de privacidade” que o serviço comete. Segundo algumas fontes, mesmo pessoas que encerraram as contas ainda têm a navegação rastreada pelos servidores do Facebook.

Outro ponto controverso na rede social é a nova “Timeline”, interface que modificou todo o funcionamento das postagens nos perfis pessoais. Enquanto muitos acharam que a novidade deixou a navegação mais dinâmica, outros afirmam que está cada vez mais difícil se acostumar com o funcionamento do sistema.

5. Duke Nukem Forever

Este game não seria tão “fail” se não houvesse toda a expectativa que houve em torno dele. Foram quase 15 anos de espera e o resultado foi muito aquém do que qualquer fã dos jogos de Duke Nukem poderia imaginar. E não foram apenas os jogadores que não gostaram dos resultados, pois a imprensa especializada também foi bem dura com o título.

A nota conseguida no Metacritic (que reúne as análises de alguns dos principais sites internacionais) foi de apenas 49%. Boa parte das pessoas que tentou jogar afirmou que era melhor que Duke Nukem Forever ficasse “para sempre” nos sonhos.

6. Tablets chineses

No comércio, vimos surgir uma série de novos tablets dos mais diversos tipos. Alguns modelos das marcas mais conhecidas conquistaram seu espaço, com ótimas configurações de hardware e o sistema operacional Android. Mas visivelmente não seria apenas o sistema da Google que garantiria os aparelhos no topo do ranking.

Prova disso são os inúmeros tablets importados da China (muitos deles sem marca) que começaram a ser vendidos. O Tecmundo até preparou um vídeo para mostrar os principais motivos pelos quais não valeria a pena comprar os aparelhos. Bateria, tela e componentes de hardware eram alguns dos principais.

7. Tecnologia 3D

Depois de Avatar, muitos esperavam que a tecnologia do cinema 3D realmente fosse vingar. A verdade é que pouco vimos de evolução desde então. Os filmes estão cada vez decepcionando mais, por serem apenas versões convertidas das obras originais, e os televisores domésticos ainda estão muito abaixo do que se esperava.

Alguns dos principais aparelhos que apostavam nos recursos tridimensionais também entraram pelo cano. O Nintendo 3DS é divertido, mas utilizá-lo por muito tempo oferece os mesmos problemas que utilizar uma televisão 3D: dores de cabeça e até náuseas em alguns casos. Como visto, ainda estamos longe do que se espera.

Cupons de desconto TecMundo: