Nos últimos meses, uma grande leva de tablets de qualidade duvidosa começou a circular por lojas de importação e eletrônicos. O maior atrativo? Preços muito mais baixos do que os principais aparelhos do mercado. Apesar das grandes promessas, poucos deles conseguem oferecer bom desempenho e confiabilidade para os usuários.

Mas você já parou para pensar em quais são os motivos para que esses tablets sejam tão inferiores? O Tecmundo preparou esta matéria para mostrar que, às vezes, economizar pode não ser a melhor alternativa. Confira agora os principais pontos que devem ser analisados nos eletrônicos:

Telas resistivas

Sabe os múltiplos toques que o iPad e o Galaxy Tab aceitam? Eles só são possíveis porque as fabricantes utilizam a tecnologia de telas capacitivas para isso. Tablets mais baratos precisam de menores custos de produção, por isso utilizam telas resistivas. Elas permitem apenas um toque por vez e uma resposta muito menos rápida e precisa. Além disso, também costumam apresentar resoluções e brilho muito menores.

(Fonte da imagem: Divulgação/EyoTech)

Hardware inferior

É sempre importante ressaltar: para conseguir preços baixos, os componentes de hardware utilizados na fabricação dos tablets econômicos são menos potentes. Por essa razão, é praticamente impossível encontrar um aparelho que custe 200 reais e ofereça os mesmos recursos de um top de linha.

Para funções básicas, as diferenças podem não ser notadas, mas em muitos momentos os travamentos podem incomodar os usuários. Há muitos aplicativos que não apresentam o mesmo desempenho em dispositivos desse tipo. Somando o hardware inferior às telas resistivas, os tablets deixam de oferecer uma série de experiências aos consumidores.

Design

Se você quer inovação no design, certamente os tablets econômicos não são a opção correta para você. Na grande maioria deles, é possível perceber influências diretas dos modelos da Apple. Há também alguns que utilizam os botões do Android, mas acabam deixando muito a desejar na construção, apresentando fragilidade acima da média.

Falta de assistência técnica

Em alguns momentos, produtos eletrônicos costumam nos deixar na mão. Quando isso acontece, o melhor a ser feito é procurar por uma assistência técnica autorizada. E quando ela não existe?  É a pergunta que os donos de tablets econômicos se fazem, pois não existem muitas peças disponíveis e nem técnicos especializados nesses dispositivos.

Por isso, os consumidores acabam sendo obrigados a recorrer para técnicos sem especialização, que muitas vezes não possuem o material necessário para a reposição do hardware. Com isso, os tablets podem ter sua vida útil diminuída.

Outro ponto que deve ser ressaltado é a falta de homologação dos produtos. Sem passar pela fiscalização dos órgãos competentes, muitos tablets podem estar abaixo do que é exigido pelos padrões mínimos brasileiros.

Versões antigas do Android

Sem a estrutura de uma grande empresa prestando assistência, não é só o hardware que sofre. O sistema operacional também deixa de ser atualizado por fontes oficiais, demandando que os usuários precisem desvendar tutoriais para que consigam atualizar o Android sozinhos.

Isso faz com que muitos deixem de atualizar as definições de sistema. As principais consequências disso estão relacionadas à falta de compatibilidade com apps mais modernos e também com as questões de segurança que são corrigidas.

.....

Por essas razões, chegamos à conclusão de que realmente não vale a pena gastar dinheiro com tablets desse tipo. É muito mais vantajoso esperar algum tempo até que se tenha condições para comprar um modelo melhor ou mesmo optar por parcelamentos em lojas de varejo. 

Cupons de desconto TecMundo: