Pensando em facilitar o pagamento dos seus usuários, a Lyft tem evoluído nos testes do plano All-Access, um serviço de assinatura mensal para passeios pela plataforma. Em março, a companhia divulgou que estaria testando variações de um modelo de assinatura para ver qual poderia funcionar melhor para os passageiros frequentes. Agora, ela informou que enviará convites para “selecionar passageiros para se juntarem a uma nova lista de espera para a próxima onda de planos”, onde há uma opção para o novo sistema.

1

Se selecionado na lista de espera, o passageiro poderá ganhar US$ 15 de desconto em 30 viagens de Lyft, no caso de ele adquirir um passe de US$ 200 – o que seria, teoricamente, uma economia de US$ 250.

No início do mesmo mês, o CEO da empresa, Logan Green, informou que ela está se movendo em uma direção para alcançar o mesmo que a Netflix no entretenimento. "Testar o nosso mais novo plano de acesso total é o próximo passo na transferência do rideshare baseado na propriedade para um baseado na assinatura", disse o porta-voz da Lyft em um comunicado ao site TechCrunch. "Estamos felizes em disponibilizar isso para mais passageiros nas próximas semanas e continuar oferecendo os preços acessíveis, convenientes e confiáveis da Lyft", completou.

2

A companhia ainda não está divulgando o tamanho exato do teste, mas estão sendo enviados convites para passageiros em todo o país.

Disputando mercado 

A Lyft, da mesma maneira que sua principal rival, a Uber, está constantemente buscando formas de melhorar e expandir seus serviços. A companhia tem investido em tecnologia de carros sem motoristas, em parceria com um grande número de empresas.

Além dos carros, estão sendo experimentados outros meios de transporte. Em Baltimore, por exemplo, recentemente foram investidos cerca de US$ 270 mil em um serviço de compartilhamento de bicicletas.