Já falamos aqui sobre o VR que poderá ajudar o FBI a desvendar crimes no futuro. Pois bem, a tecnologia tem contribuído (e muito) para o trabalho da polícia pelo mundo. A exemplo disso, na Alemanha, o Apple Health, o aplicativo de saúde do iOS, está sendo usado para ajudar a desvendar um caso de assassinato ocorrido no país.

Em outubro de 2016, um refugiado afegão admitiu ter estrangulado, estuprado e matado uma estudante de medicina, na cidade de Freiburg. O caso tomou grandes proporções e atenção da mídia, pois destacou certa fragilidade no sistema de segurança europeu, ja que o afegão já havia sido preso em seu país de origem e estava foragido.

Diante de tantos mistérios cercando o caso, uma vez que o acusado se mostrou resistente a fornecer informações, a polícia investigou o seu iPhone para descobrir pistas que ajudassem a dirimir as dúvidas.

Como o homem se recusou a colocar a sua senha e desbloquear o aparelho, uma empresa especializada em investigação de dispositivos para fins judiciais conseguiu driblar a segurança e acessar o smartphone, permitindo o avanço da investigação.

Eles descobriram, por meio do Apple Health, quais foram as últimas atividades do acusado no dia do crime. Para tanto, eles analisaram os dados registrados no aplicativo e viram que, pouco antes de cometer o ato, ele praticou atividades físicas extenuantes, diferentes dos hábitos registrados nos dias comuns.

A análise levou ao entendimento de que ele havia subido uma escada específica, o que sustenta a suspeita da polícia de que ele arrastou a estudante para a margem do rio, a matou e depois retornou pela escada que fica no entorno da cena.

Para que o mistério ficasse mais claro, a equipe do caso reconstituiu os passos conforme as suspeitas e confirmou que os picos de adrenalina, registrados pelo app de saúde, realmente faziam sentido para alguém que fez aquela subida.

Os relatórios obtidos pelo acesso ao dispositivo serão usados em juízo, para que o caso seja julgado com mais clareza, o que acontecerá nos próximos meses.

Por que tanto interesse?

Pode até parecer estranho tanto interesse cercando um caso, mas resolver esse assassinato específico ajudará o próprio governo a adotar medidas para evitar a entrada de pessoas como o afegão no país. Não existiam informações a seu respeito, nem sequer houve investigação prévia à sua entrada na Alemanha.

iPhone tem sido uma ferramenta especialmente importante para rastrear atividades que o criminoso se nega a passar à polícia. As únicas informações que ele relatou foi como aconteceu o crime em si, que estava sob efeito de bebidas e drogas e que a garota era muito linda, e ele precisava fazer sexo com ela.

A estratégia de contar os passos e analisar a intensidade de energia no Apple Health foi bastante inteligente. Muitos peritos talvez não tivessem esse insight. Quem imaginaria que um aplicativo como esse ajudasse em uma hora dessas?

Cupons de desconto TecMundo: